Impactos da poluição eletromagnética nos ambientes

Isnar Amaral, estrategista em energia do ambiente. (Foto: Divulgação)

Sob um ponto de vista clássico, poluição eletromagnética refere-se à presença de campos eletromagnéticos (CEM) indesejados no ambiente, geralmente provenientes de fontes humanas, como dispositivos eletrônicos, antenas de telecomunicação, linhas de transmissão de energia e equipamentos elétricos. Embora haja um debate contínuo sobre os possíveis impactos à saúde da exposição a campos eletromagnéticos, a poluição eletromagnética é considerada um fator de preocupação em alguns contextos.

Outras fontes de poluição eletromagnética são as radiações não ionizantes e as energias sutis originadas das emissões geomagnéticas, telúricas, cósmicas, de formas físicas, formas pensamento, estáticas e outras. Estas são normalmente desconsiderados por não serem comprovados cientificamente. Entretanto, na prática, têm evidências científicas. Nos ambientes de trabalho, todos estes fatores deveriam ser considerados na avaliação da salubridade do meio.

Em se tratando de ambientes residenciais, os seus possíveis efeitos nocivos são implacáveis. Muitos casos de doenças e distúrbios, como câncer, depressão, fibromialgia, infecções recorrentes, insônia, palpitações, cansaço excessivo, desavenças constantes, entre outros, podem ser associados a incidência destes fatores. Também o crescimento de crianças e adolescentes pode ser afetado em razão de distúrbios no fluxo de íons de cálcio.

Muitos ambientes de trabalho, legalmente salubres, estão sob fortes impactos de fatores ambientais invisíveis o que os tornam desagradáveis, ruins, causadores de elevados níveis de estresse e doenças. Os sintomas deste caos energético são visíveis e recorrentes, como: equipe sem engajamento, desarmonia, alto índice de absenteísmo, alta rotatividade de colaboradores, mal-estar entre outros.

Por se tratar de fatores invisíveis, ou seja, não palpáveis, a grande maioria dos empresários não acredita em seus efeitos desastrosos nos seus negócios e na sinergia das suas equipes. No entanto, estes fatores podem ser localizados e dimensionados nos ambientes.

Um método prático para neutralizar os efeitos nocivos da poluição eletromagnética nos ambientes de trabalho é a Sincronia Sistêmica aplicado no Ambiente Básico.

Isnar Amaral, estrategista em energia do ambiente – CRQ 05203390
www.isnaramaral.com.br

1 comentário

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome