Prefeitura de Pelotas atua para reduzir transtornos gerados pela chuva

Chuva em Pelotas (Foto: Igor Sobral/Prefeitura de Pelotas)

Em menos de 12 horas, da noite de segunda-feira (28) até as 9h desta terça-feira (29), o pluviômetro central monitorado pelo Sanep acusou 46 milímetros de chuva. Esse número se aproxima da metade da média mensal de outubro, que é de 100,7 milímetros distribuídos nos 31 dias do mês, de acordo com informações do Centro Agrometeorológico Embrapa/UFPel, câmpus Capão do Leão.

A instabilidade do tempo mobiliza o Poder Público Municipal. Defesa Civil, Sanep e secretarias da Prefeitura estão com equipes nas ruas, minimizando os transtornos causados pelo volume excessivo e acima do normal de chuva, agravado pelo vento.

Falta de água
A Estação de Tratamento de Água Sinnott ficou sem energia elétrica a partir das 8h desta terça-feira. O sistema de abastecimento de água funciona por bombeamento. Sem luz, as bombas se tornam inoperantes. Como consequência, regiões da Vila Princesa, Sanga Funda, Sítio Floresta, Areal Fundos e áreas próximas ficaram sem água. O Sanep manteve contato imediato com a Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) para restabelecer o abastecimento tão logo retorne a luz.

Todas as casas de bombas estão funcionando com capacidade plena e equipes de manutenção atuam na retirada do lixo conduzido pelos canais, que se acumula nas grades de contenção, para que não danifique o sistema.

Defesa Civil
Durante a manhã, a Defesa Civil recebeu pedido de uma lona para cobertura de uma residência na rua Santa Cruz. Não houve, até o meio-dia, mais nenhuma solicitação de auxílio de material ou para alguma remoção, de acordo com o coordenador da unidade de Pelotas, Paulo Darci dos Santos.

A Defesa Civil ainda informa que houve registro de queda de granizo, de pequeno porte, nas regiões do Fragata e zona norte. Não foram computados danos. Na colônia, a ocorrência de granizo foi na Cascata, 5º distrito.

Providências para danos isolados
Uma árvore de grande porte tombou na área da Unidade Básica de Saúde (UBS) Barro Duro. A Secretaria de Qualidade Ambiental (SQA) participa das ações para a remoção. Como a árvore está em contato com a rede elétrica, a Prefeitura manteve contato com a CEEE e aguarda providências de afastamento dos fios para retirada do tronco e galhos. A UBS não suspendeu o atendimento, embora sem energia elétrica.

Dois postes caíram na avenida Zeferino Costa, na zona norte da cidade. Equipe da Defesa Civil manteve contato com a CEEE e agentes da Secretaria de Transporte e Trânsito (STT) isolaram a área por medida de segurança. A STT informa que, fora daquela região, nenhuma via teve o trânsito interrompido e a sinalização semafórica manteve-se em funcionamento.

As administrações regionais da Secretaria de Serviços Urbanos e Infraestrutura (Ssui) atuam no sistema de drenagem de ruas não pavimentadas, para otimizar o escoamento das águas pluviais e minimizar alagamentos.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome