21 de março, Dia Internacional contra a Discriminação Racial

A Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu o Dia Internacional contra a Discriminação Racial, comemorado em 21 de março (Foto: Reprodução/Internet)

A história mostra que em 21 de março de 1960, aproximadamente 20 mil pessoas protestavam contra a “Lei do Passe”, em Joanesburgo, na África do Sul. Esta lei obrigava os negros a andarem com identificações que limitavam os locais por onde poderiam circular dentro da cidade. Tropas militares do Apartheid atacaram os manifestantes e mataram 69 pessoas, além de ferir uma centena de outras, ficando conhecida como o Massacre de Shaperville.

Em homenagem à luta e à memória desses manifestantes, a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu o Dia Internacional contra a Discriminação Racial, comemorado em 21 de março.

O Artigo I da Declaração das Nações Unidas sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação Racial diz o seguinte: “Discriminação Racial significa qualquer distinção, exclusão, restrição ou preferência baseada na raça, cor, ascendência, origem étnica ou nacional com a finalidade ou o efeito de impedir ou dificultar o reconhecimento e exercício, em bases de igualdade, aos direitos humanos e liberdades fundamentais nos campos político, econômico, social, cultural ou qualquer outra área da vida pública”.

Em Pelotas, no dia 5 de março havia sido iniciada a atividade chamada de “Os 21 Dias de Ativismo Contra o Racismo”, que foi constituído como uma jornada de ações propostas pelo movimento negro, organizado em diversos coletivos, sindicatos e associação. As atividades foram formadas a partir de uma análise crítica de que se vive em uma sociedade cujas relações sociais, interpessoais, institucionais são estruturas pela hierarquização de classe, de gênero e de raça.

As atividades aconteceriam até a próxima segunda-feira (27), porém foram canceladas devido à pandemia do coronavírus.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome