Após dois novos ataques a contêineres, Prefeitura de Piratini anuncia compra de uma nova remessa

A exemplo dos ataques anteriores, novamente contêineres foram incendiados (Foto: Divulgação)

Um ataque no mês de fevereiro e outro no primeiro dia de março a contêineres, instalados pela Secretaria de Meio Ambiente em vias públicas, elevou para R$ 16 mil o prejuízo da Prefeitura de Piratini que dotou boa parte da cidade com esse tipo de recipiente para armazenar o lixo produzido nas residências do município.

Em ambos os casos, novamente os contêineres foram incendiados, a exemplo do que já havia acontecido com outros três.

“É difícil. Há a possibilidade da punição e do ressarcimento do que foi queimado desde que se consiga chegar aos criminosos. através de imagens de câmeras de segurança instaladas principalmente no comércio, o que até agora não foi possível”, lamenta o licenciador ambiental Glauber Moraes.

O último ataque foi descoberto por volta das 6h do último dia 1º, quando moradores da rua Doutor Santo Silva ouviram uma explosão para logo após se depararem com a lixeira em chamas.

Frustrado diante dos dois novos casos em menos de um mês, Moraes anunciou que todos os cinco recipientes que foram queimados serão substituídos ainda em março. “Serão substituídos, pois a Prefeitura investiu mais R$ 40 mil na compra de 30 novos contêineres. A grande maioria vai para ruas que necessitam e que ainda não contam com o coletor, inclusive cinco deles serão instalados no bairro Cancelão, e a outra para os locais em que os contêineres foram destruídos”, anunciou.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome