Suspeita de coronavírus em Pelotas está sendo investigada

Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas (HE/UFPel) (Foto: Divulgação)

A Vigilância Epidemiológica (Vigiep) de Pelotas acompanha de perto o caso da mulher de 32 anos com suspeita de coronavírus na cidade. Nesta quinta-feira (30), ela procurou a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Areal, onde relatou sintomas similares aos dos pacientes contaminados pelo nCoV-2019 (novo coronavírus).

Como havia participado de um congresso internacional em São Paulo/SP – conforme relato da paciente -, com a presença de pessoas de todo o mundo, incluindo de países onde há casos confirmados da doença, ela foi encaminhada ao Pronto Socorro de Pelotas (PSP), passando direto para a área de isolamento da unidade, classificada como Sentinela da Influenza.

De lá, ela foi encaminhada ao Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas (HE/UFPel), onde permanece em isolamento e observação, até que saiam os resultados dos exames enviados ao Laboratório Central do Estado (Lacen). Enquanto isso, a Vigiep vai continuar monitorando a paciente e seus familiares.

“Já fizemos o levantamento e vamos ficar atentos ao surgimento de sintomas nessas pessoas. Enquanto isso, estamos acionando nossa rede de saúde e nossos protocolos de atendimento, para que a entrada do vírus na cidade, se for confirmada, tenha um impacto reduzido”, disse a enfermeira da Vigilância, Rita de Cássia Carvalho.
Segundo ela, é importante que a população colabore e entenda que, no momento, somente pessoas que viajaram para países onde há casos confirmados ou tiveram contato com viajantes destes países precisam ficar atentas. “Não tivemos nenhum caso autóctone confirmado no Brasil, portanto, por enquanto, a possibilidade de contaminação ainda depende de certas características”.

Hoje, são considerados suspeitos os casos de pessoas que nos últimos 14 dias tenham tido viagem para a China e que venham a apresentar febre acompanhada de algum sintoma respiratório (tosse ou dificuldade para respirar), ou aquela pessoa que tenha tido contato com um caso suspeito e também tenha apresentado esse quadro clínico.

Até o momento, 9 casos no Brasil se enquadraram na atual definição de caso suspeito para o novo coronavírus e a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional para o novo vírus. Desde o final de dezembro, mais de 7,7 mil casos já foram registrados na China, com mais de 170 óbitos entre eles. Fora da China, foram confirmados 82 casos em 18 países.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome