Presidente da AL falou para empresários na Expofeira de Pelotas

(Foto: Divulgação)

Num público formado por agricultores, pecuaristas e empresários, o presidente da Assembleia Legislativa Luís Augusto Lara (PTB) explicou o surgimento e a intenção do Cresce RS, durante palestra na sede da Associação Rural de Pelotas na Expofeira Agropecuária nesta sexta-feira (11).

Chamado por ele de “um conselho de Estado formado por entidades empresariais, reitores e chefes de poder” , o Cresce RS foi criado para acompanhar a execução de projetos definidos como prioritários para incentivar o crescimento econômico do Rio Grande do Sul.
A cada 45 dias, o conselho de reúne para avaliar o andamento da carteira de projetos que estão divididos em três eixos:
Eixo 1 – Infraestrutura e Logística;
Eixo 2 – desburocratização;
Eixo 3 – fomento dos bancos públicos.

O presidente da AL destacou que os prazos não podem ser desperdiçados para que o Rio Grande do Sul cresça. “O que poderia demorar cinco ou seis anos para avançar, podemos fazer determinado investimento se concretizar em menos de dois”, destacou.

Na primeira reunião de monitoramento do Cresce, há duas semanas, foi anunciada a retomada das obras da pista do aeroporto Salgado Filho – o primeiro projeto da carteira do Cresce RS.

Lara relatou que 122 PCHs (Pequenas Centrais Hidroelétricas) aguardam as licenças ambientais para construir no Rio Grande do Sul, num investimento de mais de R$ 4 bilhões. “Imagina que nós precisamos importar energia, sem falar que isso poderia resultar em mais riqueza para o Rio Grande”. Ele alertou que se o licenciamento ambiental não for melhorado e agilizado, não haverá desenvolvimento nem empregos.

Durante o encontro, o deputado fez apresentação de como está o andamento de cada projeto previsto na Carteira do Cresce RS, e ressaltou que o movimento liderado pela Assembleia Legislativa vai seguir com os demais presidentes da AL, quando ele deixar o cargo em 2020.

Ele elogiou a governança que acontece em Pelotas, na parceria entre o setor privado com o setor público é exemplo para todo o Estado. “Foi a mobilização da sociedade que fez as forças políticas acelerarem a duplicação da BR-116”, elogiou.

Falando sobre o poder público, Luís Augusto Lara destacou o esforço que a Assembleia Legislativa vem fazendo para a redução de gastos, e a aprovação de medidas para que o governo faça reformar estruturais. “Nós precisamos deixar a casa em ordem para que ao final de 2020, não seja necessário manter as alíquotas do ICMS elevadas.

Incentivos para a Zona Sul

Defensor de uma política de transparência nos incentivos fiscais, Luís Augusto Lara afirmou que já surgiu um movimento na Zona Sul para obter atenção diferenciado de fomento e de diferimento de impostos para determinados setores econômicos da região. “Nós próximos dias, saberemos quais áreas daqui poderão ser beneficiadas, já que a serra e o Vale dos Sinos concentram mais de 90% dos incentivos atuais”, afirmou, defendendo uma revisão geral no Fundopem.

Entre os presentes na palestra, estavam a prefeita de Pelotas Paula Mascarenhas (PSDB), o deputado Luiz Henrique Viana (PSDB), os presidentes do Sindicato Rural e da Associação Rural de Pelotas, além de vereadores e dirigentes empresariais locais.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome