Comitê de Enfrentamento à Pandemia e indústrias visam a preparação para safra do pêssego em Morro Redondo

Foto: Pixabay

No dia 17 de setembro, nas dependências da Câmara de Vereadores, realizou-se a reunião do Comitê de Enfrentamento à Pandemia, que contou com representantes da Vigilância Sanitária, da Vigilância Epidemiológica e das indústrias Citral, Neumann, GB, Simons e Patzlaff, bem como da técnica em Segurança do Trabalho e jurídico da Prefeitura.

O objetivo é unir esforços entre poder público e privado na prevenção ao coronavírus, visando garantir o cumprimento dos decretos e protocolos estaduais, municipais e da Secretaria Estadual de Saúde (SES), já que logo terá o período da safra do pêssego.

De acordo com a representante da Vigilância Sanitária, Juliana Coelho, é importante a organização de um trabalho preventivo, levando em consideração as medidas e cuidados no enfrentamento à Covid-19.

Conforme a técnica em segurança do trabalho, Denise Dobke, as indústrias devem disponibilizar lavatórios nas entradas das fábricas para garantir a higienização das mãos. A máscara a ser utilizada seguirá os padrões orientados pela Secretaria Regional de Saúde. Ela também orientou quanto aos refeitórios, para que a utilização de objetos pessoais seja individual.

“Devemos observar as regras do Modelo Controlado do Estado, a respeito da manutenção das bandeiras, podendo restringir as regras conforme a alteração do mapa de distanciamento controlado”, apontou Ester Sias, do Comitê de Enfrentamento.

A responsável pela Vigilância Epidemiológica, Fabiana Ferraz, ressaltou a importância do registro dos acidentes de trabalho. Também, reforçou a necessidade de identificação das síndromes gripais e de comunicado imediato à Vigilância para o acompanhamento e isolamento de 14 dias, conforme protocolo e orientação médica.

Foi manifestada por parte dos representantes das indústrias a preocupação relacionada aos afastamentos. De acordo com Fabiana, a Vigilância está à disposição para dar o apoio necessário às indústrias neste sentido, sempre seguindo os protocolos, mas ressaltando que o médico tem autonomia quanto ao período de atestado fornecido ao paciente.

O secretário municipal de Administração e Finanças, Fabris Prestes, também integrante do comitê, salientou sobre a questão das fiscalizações, que podem ocorrer a qualquer momento, tanto no âmbito municipal, como estadual e federal, destacando a importância de conscientizar a todos colaboradores de cada um fazer a sua parte.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome