Produtores da Agricultura Familiar são beneficiados pela Patrulha Agrícola de Capão do Leão

Micro e pequenos produtores com até 64 hectares são beneficiados. (Foto: Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural e Econômico)

Desde 2010, com a aprovação da Lei nº 1390 que criou a patrulha agrícola em Capão do Leão, micro e pequenos produtores do município com até 64 hectares são beneficiados pelo aluguel de máquinas e equipamentos agrícolas que ajudam na produção e evitam despesas aos cadastrados no programa Agricultura Familiar.

Atualmente, a prefeitura disponibiliza três tratores e retroescavadeira, além de mais de 30 implementos agrícolas, dentre eles: reboque, ensiladeira, roçadeira, grades, cantareira, perfurador de solo, distribuidor de sementes, entre outros implementos. De acordo com o Executivo, o produtor inscrito para receber os benefícios é atendido entre uma e duas semanas.

Segundo o secretário Municipal de Desenvolvimento Rural e Econômico, Danilo dos Santos Leite, o apoio dado pela prefeitura é essencial para o desenvolvimento das comunidades rurais e para a qualidade de vida das pessoas do campo, aumentando a renda, melhorando a produtividade e evitando o trabalho pesado, fator responsável pela manutenção.

Segundo ele, se o produtor rural quiser adquirir por conta própria um implemento agrícola, no caso o distribuidor de calcário, ele terá que investir cerca de R$ 60 mil para utilizar o maquinário por poucas horas ao ano e, caso não disponha de recursos financeiros para pagá-lo à vista, ele terá que financiar o investimento, que torna-se impagável. “Portanto, através da patrulha agrícola, dispomos desses implementos e conseguimos atender diversos produtores durante o ano, por isso, é necessário a captação de recursos estaduais e federais para ampliarmos nosso número de mecanismos agrícolas”, salienta Leite. Ele reafirma a importância do investimento na patrulha agrícola, por ser economicamente rentável através do aumento de produção e do retorno no formato de impostos ao caixa do município.

“Precisamos ter equipamentos novos ou em perfeitas condições. Não há espaço para máquinas quebradas na agricultura. Precisamos de máquinas modernas que ofereçam agilidade e disponibilidade ao agricultor”, ressaltou o secretário, que destacou a importância do produtor rural fazer o agendamento para atendimento.

Já o chefe do escritório local da Emater/Ascar-RS, Edenilson Oliveira, disse que a patrulha agrícola é muito importante ao homem do campo por se tratar de políticas públicas que oferecem ferramentas aos produtores descapitalizados, fazendo com que consigam produzir seu sustento e gerar renda na terra.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome