Calor e alimentação: como fazer uma união balanceada?

Foto: Reprodução/Internet

Para alguns, a estação mais amada do ano. Para outros, nem tanto. Há pouco mais de um mês, o verão acompanha o dia a dia dos gaúchos e enquanto uns o aproveitam nas praias, outros seguem suas rotinas de trabalho.

Porém, seja no litoral ou na cidade, o cuidado com a alimentação é fundamental para enfrentar o calor sem transtornos. Para isso, a nutricionista Ediana Karnopp separou algumas dicas para contribuir com um bronzeado saudável, evitar o inchaço por retenção de líquido e manter o corpo hidratado (afinal, o ser humano é composto por 70% de água).

Nutricionista Ediana Karnopp

Além dessas dicas, Ediana traz dicas de alimentação ideal para estação e o que deve ser evitado para não causar problemas de saúde e desconfortos. Confira.

1. Alimentos que ajudam no bronzeado:

Aposte em legumes, frutas e verduras de cor alaranjada ou verde-escuro, pois são ricos em betacaroteno, que ajuda na formação de melanina, o pigmento presente na pele para proteção e formação de um bronzeado adequado. É importante consumir alimentos fontes de betacaroteno, de forma regular, como parte de uma alimentação saudável e pelo menos uma semana antes da exposição ao sol para que já comecem a agir no organismo. Para conseguir resultados significantes na pele é necessário o consumo de três a quatro porções desses alimentos por dia. Fontes: abobora, batata-doce, beterraba, cenoura, mamão, manga e vegetais folhosos como agrião, couve e espinafre. Contudo, não existe restrição no consumo de alimentos ricos em betacaroteno, mas é importante não exagerar. O excesso pode levar à carotenemia, que confere uma cor alaranjada à pele.

2. Retenção de líquido

A retenção de líquido pode ter diversas origens. Mas, nos dias de calor, esse inchaço causado pela retenção hídrica tende a aumentar por conta de uma vasodilatação do corpo. Por isso, atente ao consumo de sal. Diminua o sal das preparações e o consumo de alimentos ultraprocessados, pois são ricos em sódio.

O consumo de água e alguns chás diuréticos como Hibisco, Cavalinha, Chá Verde podem ajudar a eliminar essa retenção. Aposte também nas frutas, como melancia e melão.

3. Hidratação

Hidratação é fundamental. Nos dias mais quentes também ocorre uma perda maior de líquidos e minerais, devido ao aumento da temperatura corporal e a transpiração excessiva. Alguns sintomas, como cansaço e fadiga, podem ser um dos fatores relacionados à má hidratação e a exposição excessiva ao sol, podendo causar também outros sintomas como tontura e fraqueza. A sede identificada, ou seja, quando você sente realmente a sede, já pode ser um pequeno sinal da desidratação, então não espere sentir sede para se hidratar.

Uma boa estratégia é sempre andar com a garrafa de água, caso queira minimizar gastos.

Dica: colocar no congelador um dia antes para congelar, e quando for sair, leva-la, assim descongelará aos poucos e vai estar bem hidratado. Consuma água. O máximo que puder.

Chás gelados, sucos naturais, frutas, também ajudam a manter a hidratação e repor fontes importantes de minerais que se perdem com a transpiração. Evite o consumo de bebida alcoólica, refrigerantes e outras bebidas gaseificadas ou açucaradas, pois além de serem calóricos, favorecem a desidratação e retenção de líquidos.

De forma geral:

• Dê preferência sempre aos alimentos mais leves, como saladas, frutas, carnes magras, pois além de serem de fácil digestão, evitam o desconforto gástrico e favorecem a sensação de bem-estar nesses dias mais quentes.
• Evite alimentos gordurosos ou aqueles não refrigerados, principalmente, se for comer fora, como na praia. Queijos, camarão e sanduíches podem ser arriscados se estiverem muito tempo fora do ambiente de refrigeração. Por isso, na praia ou na piscina, atente sempre a forma de armazenagem, higiene do local, cheiro e o sabor dos alimentos, para evitar problemas à saúde.
• Congele refeições: prepare comidas saudáveis e congele. Essa é uma ótima maneira de garantir que você terá refeições nutritivas em casa ou para levar de marmita!
• Cuidado também, com o efeito inibidor da fome, causado pelo calor, que pode agir de forma negativa caso o indivíduo se mantenha em jejum prolongado, principalmente na prática de alguma atividade física. Por isso, escolha sempre alimentos de fácil digestão, pouco calóricos e com alta qualidade nutricional.
• Jamais pratique qualquer atividade em jejum ou sem estar hidratado. Preparações como batidas com frutas, aveia, leite e /ou iogurtes, são ótimas opções.
• Por fim, aproveite a estação mais quente do ano, para se divertir com a família e amigos. Seja feliz!

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome