Exportações gaúchas de carnes de frango crescem 24,45%

Embarques regionais de carne suína também registram aumento em janeiro: 30,72%. (Foto: Manoel Petry/Divulgação ABPA)

As exportações de carne de frango e suína (considerando todos os produtos, entre in natura e processados) do Rio Grande do Sul totalizaram 84,72 mil toneladas em janeiro, informa a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). O volume é 25,91% maior em relação ao mesmo período do ano passado. As receitas somaram US$ 184,5 milhões, saldo 50,33% superior ao do primeiro mês de 2022.

Carne de frango RS

O volume embarcado em janeiro deste ano totalizou 64,21 mil toneladas, aumento de 24,45% em relação ao exportado no mesmo período do ano anterior, quando acumulou 51,59 mil toneladas. O saldo em dólares das exportações no primeiro mês de 2023 foi de US$ 135,43 milhões. O valor é 52,40% maior que o registrado em janeiro de 2022, quando somou US$ 88,87 milhões.

“O contexto internacional, com oferta pressionada, entre outros motivos, pelas consequências geradas pela Influenza Aviária em diversos territórios, aumentaram a demanda pelo produto brasileiro”, destaca o diretor de mercados da ABPA, Luis Rua, ao lembrar que o Brasil nunca registrou a doença no território.

Carne suína RS

As exportações no primeiro mês deste ano alcançaram 20,51 mil toneladas, volume 30,72% maior em relação aos embarques registrados no mesmo período do ano passado, quando registraram 15,69 mil toneladas. O saldo em dólares em janeiro de 2023 chegou a US$ 49,06 milhões, valor 44,90% superior ao obtido no primeiro mês de 2022, quando alcançou US$ 33,86 milhões.

“As vendas para o Chile, que já estão em alta, devem ganhar ainda mais força ao longo do ano, com o recente reconhecimento, pelas autoridades chilenas do Rio Grande do Sul como área livre de aftosa sem vacinação”, completa Rua.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome