Espaço Casa da Emater e Pavilhão da Agricultura Familiar se consolidam como sucesso na Expoagro Afubra

A Instituição trouxe para a feira o tema “Água: fonte de vida e essencial para a produção de alimentos”. (Foto: Divulgação/Emater RS-Ascar)

A grande presença do público que participou da Expoagro Afubra, feira realizada de 21 a 24 de março, em Rio Pardo, e visitou o Espaço Casa da Emater confirma o sucesso dos temas apresentados pela Instituição e a importância da Emater/RS-Ascar na orientação técnica e no desenvolvimento das famílias rurais. Outro local de destaque, foi o Pavilhão da Agricultura Familiar que registrou um crescimento de 18,4% em relação a 2022, somando R$ 1.764.377,63 em produtos comercializados.

A Instituição trouxe para a feira o tema “Água: fonte de vida e essencial para a produção de alimentos”, com informações e técnicas que podem ser implantadas em todas as propriedades para minimizar os efeitos da estiagem e apresentar alternativas de diversificação das atividades produtivas a fim de proporcionar renda e qualidade de vida para as famílias agricultoras. “Nossa avaliação foi muito positiva. Ao abordar o tema ‘água’, trouxemos para o nosso espaço várias temáticas que vão desde a infiltração da água no solo até sua reservação nas propriedades rurais, tentando levar aos agricultores tecnologias que sejam adaptáveis às suas propriedades, capazes de garantir diversificação e renda às famílias. Mais uma vez o nosso espaço foi um sucesso, com grande visitação de público”, destaca o coordenador do Espaço Casa da Emater, Matias Mauri Streck.

No Espaço Casa da Emater foram apresentadas 20 parcelas temáticas que abordaram temas relativos à Apicultura, Agroindústria Familiar, Ajardinamento, Artesanato Rural, Bovinocultura de Leite, Cozinha Show Didática, Cooperativismo, Erva-mate, Fruticultura, Morango, Olericultura, Plantas Bioativas, Oficina de Processamento de Carnes, Pecuária Familiar, Piscicultura, Saneamento Ambiental, Secagem e Armazenagem, Solos, Tecnologia da Aplicação e Turismo Rural.

O brilhantismo com que as equipes organizaram as parcelas temáticas também foi destacado pela gerente regional da Emater/RS-Ascar, Lúcia Souza. “A cada edição da Expoagro Afubra o Espaço Casa da Emater supera as expectativas. As equipes trazem novidades para o público visitante e os espaços estão mais bonitos e aconchegantes. Só tenho a agradecer a dedicação de cada extensionista que integra as parcelas temáticas e que dedicaram seu tempo para fazer nosso espaçotão grandioso. O melhor da Emater são os extensionistas rurais que fazem nossa Instituição ser grande”, frisou.

A gerente regional adjunta, Adrieli Gerevini, ressalta que “a Emater foi muito feliz na escolha do tema apresentado. Ações de manejo de solo para facilitar a infiltração da água da chuva de forma mais eficiente e armazenar essa água nos reservatórios naturais, até a reservação em cisternas, são ações que podem ser implantadas em todas as propriedades rurais”, ressaltou. Adrieli também destacou a atuação dos extensionistas rurais. “As nossas equipes da Emater são extremamente competentes e qualificadas para exercerem as funções que desempenham grandiosamente e trouxeram para essa feira todo o potencial que a Instituição tem. Nosso agradecimento a cada extensionista que participou e ao público que nos prestigiou durante a feira e que tem na Emater uma aliada no desenvolvimento das suas famílias”, concluiu.

A diretoria da Emater/RS-Ascar também participou ativamente da Expoagro Afubra, com diversas agendas pelo parque, interagindo com o público, lideranças e extensionistas e possibilitando a troca de experiências. “Agradeço a todos os empregados da Emater pelo trabalho incansável ao longo de meses para pudéssemos chegar nessa feira entregando tanto para a população. O que está exposto representa o trabalho que a Emater faz no campo com excelência, dedicação e qualidade, visando maior produtividade com sustentabilidade, bem-estar e conforto aos agricultores”, destaca o presidente da Emater/RS, Christian Wyse de Lemos.

O diretor técnico Claudinei Baldissera frisou a parceria entre a Emater/RS-Ascar e a Afubra. “Além de todas as temáticas que foram desenvolvidas e trabalhadas pelos extensionistas, queremos referendar a parceria que se tem desde o início com a Afubra, que nos acolhe, apoia e é uma instituição importante pra nós porque temos público e propósitos em comum “, destacou.

O olhar da diretoria da Emater/RS-Ascar também esteve voltado aos empregados da Instituição. Assim como Lemos e Baldissera, o diretor administrativo da Emater/RS, Alexandre Durans, aproveitou a Expoagro como uma oportunidade para visitar as parcelas temáticas, conhecer os extensionistas do campo e ouvir suas demandasadministrativas. “O objetivo dessas conversas é melhorar o fluxo de processos, promovendo uma gestão cada vez mais eficiente”, declarou Durans.

Agricultura Familiar bate recorde de comercialização

A Emater/RS-Ascar foi, juntamente com a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural (SDR), Afubra e Fetag, a organizadora do Pavilhão da Agricultura Familiar, que registrou um volume de vendas de R$ 1.764.377,63 nos quatro dias, um aumento de 18,4% em relação ao mesmo período em 2022. Na 21ª Expoagro Afubra foram disponibilizados 216 estandes, ocupados por 247 empreendimentos de 134 municípios gaúchos, sendo que 75 agricultores participaram pela primeira vez da feira. No Pavilhão, 26 empreendimentos são liderados por jovens, 38 por mulheres e 19 por jovens mulheres. “Todos esses números apontam que o Programa Estadual de Agroindústria Familiar (Peaf) se consolidou e deverá apresentar resultados ainda mais promissores nos próximos anos”, conclui Baldissera.

A agricultora Luci Almeida, da Chácara Vila Nova Orgânicos, a primeira da agricultura familiar a produzir sorbet orgânico, sem glúten e sem lactose do país, trouxe para a Expoagro Afubra, além do sorbet, geleias e molhos. A agricultora comemora as vendas realizadas no Pavilhão da Agricultura Familair. “As vendas superaram. Aparecemos na imprensa, as pessoas vieram aqui conhecer o produto. Essa feira é muito importante para o pequeno produtor e hoje eu consegui fechar o dinheiro para pagar o custeio da minha produção. Eu só cheguei até aqui com a ajuda da Emater. Sou a primeira agroindústria de Porto Alegre e toda vez que tínhamos um problema ligávamos para a Emater e eles sempre nos deram e nos dão apoio. Sou grata à Emater, a Afubra que nos abriu a porta, ao Estado do Rio Grande do Sul e a Fetag.”

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome