Daniel Trzeciak destina R$ 15 milhões para a região sul do estado

(Foto: Divulgação)

Vice-líder do PSDB na Câmara de Deputados e membro titular de três comissões – da reforma da Previdência, da Cultura e de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática -, além de membro suplente da Comissão de Seguridade Social e Família, Daniel Trzeciak é, atualmente, o único deputado federal da região. Completando seis meses de legislatura, realizou na última segunda-feira (29) uma prestação de contas à imprensa sobre a cota parlamentar de fevereiro a julho.

“Minha trajetória na política é curta, começou em 2016, na Câmara de Vereadores de Pelotas, da minha bandeira sobre a moralização da política, e é uma bandeira que não é muito fácil de ser exercida, porque há um certo vício na política sobre a questão da utilização de recursos públicos. Eu, aqui, como vereador, não utilizei alguns recursos e agora sigo esta mesma ideia, como deputado federal, em Brasília”, iniciou explicando.

Em janeiro deste ano, ao receber o valor do auxílio mudança, o parlamentar realizou a doação para a compra de macas para o Pronto Socorro de Pelotas (PSP) e protocolou um projeto de resolução na Câmara para acabar com o auxílio mudança. “Hoje, um deputado federal que se reelege acaba a legislatura, e ele recebe um auxílio mudança para voltar para o seu estado. Mas como ele se reelegeu, ele vai permanecer em Brasília. Então ele recebe quando começa a nova legislatura, o outro valor do auxílio mudança [para a capital federal], ou seja, ele recebe em dobro. No início da minha legislatura, protocolei este projeto para acabar com o auxílio mudança para parlamentares reeleitos. E ele, claro, está tramitando”, destaca.

Trzeciak conta também que não aderiu ao regime especial para a aposentadoria de deputados federais. Ele explica que mesmo com uma possível aprovação da reforma da Previdência, deputados que ingressaram este ano teriam direito às exceções na aposentadoria de políticos. A regra, caso haja a reforma, passará a valer a partir da próxima legislatura em 2022. “Assinei uma emenda para que atingisse a atual legislatura, para os atuais deputados, mas é muito difícil avançar pautas como estas”, conta.

(Foto: Divulgação)

Em seis meses, o deputado teve uma média econômica de 82% na cota parlamentar. De um total de R$ 250 mil, foram utilizados R$ 43 mil. “Esta cota parlamentar serve para passagem aérea, contratação de segurança, aluguel de carro, aluguel de escritório, para alimentação do deputado”, explana.

Atualmente, há duas formas de emenda parlamentar: de bancada – onde os 31 deputados federais gaúchos podem destinar para determinada área – e a individual – na qual o parlamentar tem autonomia e liberdade na destinação do valor. Trzeciak indicou, neste período, R$ 2 milhões para a saúde, por emendas de bancada, destinadas para nove cidades da Zona Sul e dez hospitais, dois só em São Lourenço do Sul. “Este valor não veio para Pelotas, pois vem via Fundo de Saúde do Estado e como a cidade tem gestão plena da saúde, assim como São José do Norte, não pode receber estes valores”, diz.

Já via emenda individual, houve a doação de R$ 3 milhões para a saúde de Pelotas, os quais já foram cadastrados no Ministério da Saúde para que o governo execute e fique garantido. Destes R$ 3 milhões, R$ 2 milhões foram para hospitais de média e alta complexidade e R$ 1 milhão para a saúde básica, como postos de saúde. Agora, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) tem autonomia para fazer a destinação para todos os hospitais que têm contrato com a Prefeitura Municipal e fazem prestação de serviços para o município.

Além desta destinação, houve também a de R$ 4 milhões para pavimentação, que já estão cadastrados no Ministério de Desenvolvimento Regional. Essa destinação foi feita junto à Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (SEPLAG) e à prefeita Paula Mascarenhas (PSDB). Um dos trechos escolhidos é a avenida 25 de Julho, entre avenida Fernando Osório e rua João Jacob Bainy, por ter um trânsito intenso em função dos condomínios, no valor de R$ 600 mil. Outra obra é na avenida Zeferino Costa, na saída do aeroporto de Pelotas, em aproximadamente 600 metros, com investimento de R$ 900 mil. O outro investimento, de R$ 2,5 milhões, é para a pavimentação das avenidas Arthur Augusto de Assunção e Joaquim Augusto de Assunção, ambas na Praia do Laranjal. “A praia tem uma carência que se estende durante anos. Além dela ser um bairro pelotense, é o único bairro turístico”, ressalta.

E para completar, foi doado mais R$ 1,9 milhão de verba destinada é para a aquisição do maquinário tanto para a zona urbana quanto rural, totalizando R$ 8.940.000 para Pelotas. O restante dos R$ 15 milhões disponíveis foram para os municípios da região.

Para o segundo semestre, o parlamentar deseja que os pelotenses possam escolher quais vias vão querer pavimentação, através das redes sociais. A ideia está sendo analisada. Em pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa e Opinião (IPO) sobre o mandato de Trzeciak, em Pelotas, foi observada 92,3% de aprovação. “Isso significa que estamos, de fato, no caminho. Trilhando o caminho certo e esta pesquisa nos mostrou essa ampla maioria”, comemora.

“Tenho certeza que este é o início do nosso mandato e que, mais do que isso, ao longo dos últimos 16 anos, quando Pelotas não tinha um titular ocupando uma cadeira na Câmara de Deputados, todos os recursos que o município recebe e recebia ao longo deste tempo, o total de todo valor não chega ao valor que nós estamos destinando para Pelotas. Tomara que daqui a quatro anos tenhamos mais deputados daqui lá”, finaliza

O deputado tem um escritório regional no município pelotense e optou por não ter um em Brasília. O prédio é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e fica localizado na rua Gonçalves Chaves, 437.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome