Ciclone, vento, frio, geada e chance de neve marcam o início da primavera

Área de baixa pressão cruza o Rio Grande do Sul, nesta quinta (22). (Foto: Reprodução/Freepik)

A MetSul Meteorologia alerta que a virada da estação e o começo da primavera vão ser marcados pela formação de um ciclone extratropical na costa gaúcha, com chuva, vento e frio, e talvez até queda de neve, com tempo firme, marcas negativas e geada na sequência, com o domínio do ar frio de alta pressão atmosférica.

Uma área de baixa pressão cruzará o Rio Grande do Sul, nesta quinta (22), e vai se aprofundar, trazendo muitas nuvens e chuva em diversas regiões. Os maiores acumulados são esperados no Sul e no Leste do estado, onde em alguns pontos os volumes devem ficar entre 50 mm e 75 mm com pancadas localmente fortes e ocasionalmente torrenciais. O centro de baixa pressão traz muitas nuvens e chuva na maioria das regiões, na madrugada e parte da manhã, embora não alcance todas as cidades, como do Noroeste. No decorrer do dia, o tempo abre com sol e nuvens na Metade Oeste, enquanto a Metade Leste segue com muitas nuvens, chuva e aberturas isoladas.

A frente fria associada ao centro de baixa pressão avançará pelo restante do Sul do Brasil, o Centro-Oeste e o Sudeste do país com nuvens e pancadas de chuva, mantendo a instabilidade que, durante a quarta-feira (21), já trouxe chuva e temporais isolados para diferentes pontos, especialmente entre o Mato Grosso do Sul e São Paulo. Com a La Niña e incursões tardias de ar frio, cresce o risco de ciclones entre o Sul do Brasil, o Centro da Argentina e o Uruguai.

Ciclone extratropical traz vento 

Um ciclone se forma, no final desta quinta-feira (22), sobre o Oceano Atlântico, junto à costa gaúcha, a partir de um centro de baixa pressão que vai cruzar o território gaúcho no decorrer do dia com instabilidade. O ciclone não deve ser intenso e deve ter pressão mínima central na costa de 997 hPa no final da quinta e de até 994 hPa no começo da sexta, quando começa a se distanciar do continente.

O ciclone intensifica o vento nesta quinta-feira com rajadas no período da tarde até à noite e que persistirão durante a madrugada e manhã da sexta-feira (23), sobretudo no Sul e no Leste gaúcho. As rajadas vão ficar, em média, entre 60 km/h e 70 km/h, podendo atingir 70 km/h a 90 km/h em pontos da Lagoa dos Patos e do litoral. Na costa do Sul do Brasil, o ciclone sobre o mar deve gerar swell com ondas mais altas e risco de ressaca fraca a moderada nas praias.

Ciclone impulsiona ar frio 

A massa de ar frio trará um episódio de geada tardia no começo da primavera e que afetará os três estados do Sul. Já deve gear, nesta sexta-feira (23), no Oeste e na fronteira com o Uruguai. A geada atinge muitas áreas do Sul do país na madrugada de sábado e reduz a sua abrangência no começo do domingo.

Geada nesta época do ano traz riscos para o campo. Trata-se de um evento tardio de frio e que tem potencial de afetar fruticultura e trigo, especialmente em baixadas, onde o resfriamento é maior com mínimas mais baixas e potencial de geada mais forte.

 

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome