Governo libera mais de R$ 580 milhões em emendas parlamentares para o Rio Grande do Sul

Desse total, R$ 538 milhões são para a área de Saúde. Transporte vai retomar fluxos para logística nas principais estradas. Conab prevê 52 mil cestas de alimentos até sexta. Saúde amplia equipe da Força Nacional do SUS. (Foto: Lucas Leffa /Secom/PR)

Governo Federal anunciou nesta segunda-feira, 6/5, a liberação imediata de R$ 580 milhões em emendas parlamentares individuais com aplicação direta em 448 municípios do Rio Grande do Sul. Desse total, R$ 538 milhões são para a área de saúde. As demais envolvem áreas como Cidades, Integração e Desenvolvimento Regional, Agricultura e Pecuária, Educação, Justiça e Segurança Pública e Esporte.

O anúncio foi oficializado durante reunião de ministros e secretários do Governo Federal com integrantes das bancadas estadual e federal do Rio Grande do Sul na Assembleia Legislativa de Porto Alegre. O secretário especial de Assuntos Federativos da Secretaria de Relações Institucionais, André Ceciliano, ressaltou que há possibilidades de liberação de outros R$ 448 milhões em emendas especiais para o estado, a depender de acordos de bancada para votação no Congresso até a próxima quarta. A ministra Nísia Trindade (Saúde) antecipou que há a expectativa de liberação de outros R$ 83 milhões em emendas de bancada para a Saúde no início desta semana.

“Só na saúde, liberamos nessa reunião cerca de R$ 614 milhões em pagamentos de emendas individuais e de bancada. Não vamos deixar faltar o dinheiro necessário para que cada tijolo que foi levado pela chuva possa ser recolocado. Cada ponte, cada rua, cada escola, cada unidade de saúde, cada casa que a chuva levou temos que arrumar um jeito de reconstruir”, afirmou o ministro Paulo Pimenta, da Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom).

AGILIDADE – A reunião entre ministros, secretários e representantes gaúchos teve a intenção de alinhar demandas, prioridades de investimento e possibilidades de flexibilização de normas e regras para garantir que os recursos cheguem a quem mais precisa com celeridade.

No domingo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) esteve no estado com uma comitiva repleta de líderes dos três poderes para reforçar a necessidade de superar a burocracia e fazer chegar a ajuda humanitária e para reconstrução do estado de maneira responsável e ágil.

Nesta segunda-feira, Lula teve uma nova rodada de reuniões com ministros palacianos, da área econômica e da Advocacia Geral da União para articular medidas e investimentos. “Reunião para discutir ações de recuperação para o Rio Grande do Sul, assim como o que precisa ser feito para reconstrução do estado quando for possível, com todas as pessoas resgatadas e quando a água estiver baixando”, escreveu o presidente em seu perfil na rede social X.

No evento em Porto Alegre, os ministros Paulo Pimenta (Secretaria de Comunicação da Presidência), Renan Filho (Transportes), Waldez Góes (Integração e Desenvolvimento Regional) e Nísia Trindade (Saúde) atualizaram dados e informaram avanços. Também participaram Wolney Wolff, secretário nacional de Defesa Civil do MIDR, e a presidente da Funai, Joenia Wapichana.

Compromisso com o RS!
Em coletiva hoje (6), o ministro Paulo Pimenta aponta que foram liberados R$ 614 milhões para pagamento de emendas individuais e de bancada. Reafirma também o compromisso do governo para que cada cidade atingida seja reconstruída.

 

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome