Nova etapa do restauro do Laçador permite identificar melhor fissuras na Estátua

Restauro do Monumento Laçador Foto: Giulian Serafim/Prefeitura Municipal de Porto Alegre

A restauração do Monumento do Laçador, uma iniciativa do Projeto Construção Cultural – Resgate do Patrimônio Histórico, entra em uma nova fase nesta semana. Depois de retirado o material que estava na base da Estátua e uma espécie de janela ser aberta nas costas do Laçador, ele deve passar agora por uma fase de limpeza fina, uma etapa importante no processo da restauração. Essa limpeza ocorre através de um processo de micro jateamento com granalhas de endocarpo, material que irá remover qualquer resíduo das argamassas de cimento evitando problemas futuros. No decorrer do próximo mês a estátua será erguida e receberá o jateamento em sua totalidade.

Além disso, o reforço estrutural em aço inoxidável deve ser colocado no interior do Laçador até o final do mês de outubro. Já prevista no projeto, a estrutura deve chegar até altura dos ombros do Monumento, um pouco abaixo do pescoço. Ela trará mais segurança à Estátua devido à exposição ao tempo e condições climáticas.

O valor total do projeto é de R$900 mil. Desse valor, R$810 mil foram viabilizados pelo Sindicato dos Indústrias da Construção Civil no Estado do Rio Grande do Sul (Sinduscon-RS) e pela Associação Sul Riograndense da Construção Civil, através do programa Pró Cultura – Lei de Incentivo à Cultura, do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, e R$90 mil através de aporte financeiro da Prefeitura de Porto Alegre.

A Gerdau e a Sulgás são as patrocinadoras do Projeto, que conta ainda com o apoio da JOG Andaimes, da Elevato, do Ministério Público do Rio Grande do Sul e da Phorbis Empreendimentos Imobiliários. A Estátua passa por reparos desde o dia 28 de setembro, quando foi retirada do Sítio do Laçador. A previsão é que ela esteja de volta à Avenida dos Estados, na entrada na Capital Gaúcha, até o final do ano.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome