Seis dicas para manter seu carro com uma pintura impecável

Manter o seu carro com a pintura impecável é mais importante do que imagina. Na hora de vender, um automóvel com a pintura riscada e mal cuidada pode pesar no valor de revenda. E repintar pode não ser uma boa. Se pegar uma oficina que faça um trabalho ruim, o preço pode cair mais ainda. Por isso, vale a pena tomar alguns cuidados e manter seu carro novo em folha.

Cuidado na lavagem

Um dos erros mais comuns que causa dano na pintura acontece na hora de lavar o carro. Até mesmo alguns lava rápidos erram no procedimento e no uso de materiais, como começar a lavagem por baixo. Dependendo do estado, a bucha pode pegar a terra que estava no para-lamas, riscando a pintura do resto do carro.
Lave o carro com pouca água, usando sempre um xampu adequado e panos de microfibra. Lave o carro na sombra e com a lataria fria, pois o calor vai secar e fazer manchas na pintura. Evite produtos domésticos, como detergentes, por possuírem pH e componentes químicos que não são adequados para o uso em carros.

Gaste um pouco com uma boa cera

Encerar o carro pode parecer coisa de quem se preocupa demais. No entanto, é algo que você também deveria fazer. A cera protege o veículo dos raios UV do sol, algo muito importante considerando o sol que faz no Brasil e o período em que deixa seu carro estacionado ao ar livre. Atualmente, embora a pintura automotiva seja mais preparada para aguentar o calor, há um limite. Gaste um pouco mais de dinheiro e mantenha o carro encerado. Uma boa cera profissional pode proteger de seis meses a um ano.

Banho de chuva faz mal

Todo mundo já deixou o carro fora da garagem para tomar chuva e economizar um pouco na lavagem. Péssima ideia. A água irá secar na pintura, formando manchas. No começo, isso não passa da camada de enceramento protetor. No entanto, se for recorrente, pode começar a passar pela proteção e manchar o nível superficial do verniz da pintura.

Mas também não deixe sujo

Lave o carro. Fazer uma boa limpeza não é apenas uma questão de beleza, mas também protege o carro. A poeira acumulada e excessiva deteriora a pintura e as borrachas do seu automóvel. Quanto mais sujo ficar, mais urgente é a necessidade de limpar. Se voltar da praia ou de um lugar com lama, vale levar em um bom lava rápido que limpe o carro por baixo, para evitar oxidação das peças.

Ficar sob uma árvore é ruim

Em um país quente como o Brasil, a sombra de uma árvore é uma benção. Exceto para os automóveis, pois podem liberar seiva, que fica impregnada na pintura e é muito difícil de tirar – em alguns casos, só com um novo polimento e enceramento. Sem contar o risco de um galho cair, podendo danificar não só a pintura, como também amassar a lataria.

As árvores representam outro perigo: pássaros. As fezes dos pássaros possuem uma substância corrosiva que acaba com o verniz e a pintura do carro. O ideal é tirar as fezes o quanto antes. Se não for possível, jogue água em abundância e tente remover com cuidado. Caso não dê certo, o jeito será apelar para uma camada de cera. Alguns recomendam o uso de limão bem diluído. É algo arriscado que pode danificar ainda mais a pintura.

Evite capas

Capas podem parecer uma boa ideia para proteger o seu carro, mas o uso exagerado pode arranhar a pintura. O uso ideal é para proteger o veículo caso ele vá ficar parado por muito tempo. Se continua rodando com seu carro todos os dias, evite usá-las, mesmo que sejam de bons materiais, como algodão. Além do mais, manter o carro coberto por muito tempo sem preparação pode gerar umidade, o que pode causar danos ao veículo.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome