Excesso na alimentação, dores nas costas, hábitos que esgotam e atividade física que promove equilíbrio

Hospital Miguel Piltcher.

OS RISCOS DO EXCESSO NA ALIMENTAÇÃO

Óleos, gorduras, sal e açúcar são produtos alimentícios usados para temperar e cozinhar alimentos e para criar preparações culinárias, porém contêm alto teor de alguns nutrientes que podem ser prejudiciais à saúde, como o sódio (que é a base do sal de cozinha), o açúcar livre (presente no açúcar branco) e as gorduras saturadas (encontradas nas gorduras presentes nos queijos, na manteiga e em alguns óleos vegetais).

Pesquisas comprovaram que o consumo excessivo do sódio contido no sal pode provocar doenças como insuficiência renal, acidentes vasculares cerebrais (AVC, ou derrame) e hipertensão. O excesso de gorduras saturadas também aumenta significativamente o risco de doenças cardíacas, entupimento das veias do coração e obesidade, enquanto o açúcar pode facilitar o aparecimento de problemas que vão da cárie dentária à obesidade e ao diabetes. O segredo é ter moderação, sempre, o que muitas vezes exige mudança de hábitos alimentares e moderação ao ingerir sal, açúcar e gorduras.

EVITE DORES NAS COSTAS

Ao longo da vida, oito em cada 10 pessoas enfrentam dor nas costas. Esse problema de saúde pode ser tanto um incômodo quanto um dos principais motivos de afastamento do trabalho. Por isso, uma das perguntas de saúde mais buscadas na internet é: como aliviar dores nas costas? A depender do diagnóstico feito por especialistas, esse tratamento pode envolver, por exemplo, medicamentos, exercícios físicos, fisioterapia, pilates e orientações sobre dor e postura.

O mais eficaz desses tratamentos, segundo especialistas e estudos científicos, costuma ser o exercício físico, a exemplo de caminhada, natação e ciclismo. Só que apenas o diagnóstico feito por um profissional especializado poderá indicar que tipo de exercício físico correto ajudará cada paciente. Caso contrário, a dor pode piorar ainda mais. Aliás, ficar parado é outro fator que pode agravar a dor.

HÁBITOS QUE NOS ESGOTAM SILENCIOSAMENTE

Você está tão exausto que é difícil até mesmo encontrar palavras para descrever essa sensação, ainda que já tenha se certificado de que não possui nenhum problema de saúde. Talvez você já tenha seguido o clássico conselho: tenha uma dieta equilibrada, se exercite e durma o suficiente. Porém, há certos hábitos do cotidiano que podem estar afetando seu vigor, e você sequer suspeita disso.

Entre esses silenciosos sabotadores de energia estão velhos conhecidos, como sentar na posição errada ou adiar as refeições. Há também coisa que fazemos sem perceber, como respirar incorretamente quando temos muitas coisas em mente, ter muitas abas abertas no computador, assistir filmes ou séries sem tempo determinado, procrastinar compromissos, tudo isso pode ser um dos fatores que causam cansaço mental.

ATIVIDADE FÍSICA QUE PROMOVE EQUILÍBRIO

Yoga é uma atividade física capaz de trabalhar de forma complementar questões relacionadas ao estresse, à ansiedade, além de colaborar no tratamento da depressão e da insônia. A atividade trabalha o praticante em seus aspectos físico, mental, emocional, energético e espiritual visando à unificação do ser humano em si e por si mesmo.

Entre os principais benefícios podemos citar a redução do estresse, a regulação do sistema nervoso e respiratório, o equilíbrio do sono, o aumento da vitalidade psicofísica, o equilíbrio da produção hormonal, o fortalecimento do sistema imunológico, o aumento da capacidade de concentração e de criatividade e a promoção da reeducação mental com consequente melhoria dos quadros de humor, o que reverbera na qualidade de vida dos praticantes.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome