Atenção: Malas no banco de trás podem gerar multa de trânsito

Você tem o hábito de transportar mala no banco de trás?

Quando se trata de excesso de carga em um veículo, é normal que pensemos precisamente em veículos de transporte de carga, como caminhões e caminhonetes. O que poucos motoristas consideram é que o excesso de carga em veículos de passeio é frequentemente constatado pela fiscalização, e que, além disso, transportar malas em excesso constitui infração.

Isso é muito comum, principalmente em época de férias, quando as pessoas costumam viajar em seus veículos, e acabam levando suas bagagens fora dos compartimentos convencionais. Por isso, neste artigo, você verá em quais situações o transporte de bagagem é irregular.

Vou explicar em quais casos o veículo apresenta excesso de bagagem, destacando o que é previsto pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Portanto, você vai entender por que mala no banco de trás pode gerar multa. Além disso, vou trazer algumas dicas para você carregar suas bagagens corretamente a fim de não sofrer penalidades.
Quando o veículo apresenta excesso de bagagem?

Para começar a discussão sobre mala no banco de trás do veículo, é importante entender em que situação pode se considerar que há excesso de bagagem. Saiba que transportar malas, ainda que grandes, no carro, não é errado. Porém, existem algumas regras que precisam ser obedecidas.

Um dos casos que pode ser considerado infração, por exemplo, é ter bagagem que ultrapasse o limite de altura do banco traseiro do automóvel, impedindo que o condutor enxergue o que está atrás do veículo.

Além disso, transportar bagagem no banco traseiro do carro também pode ser considerado infração, visto que o banco de trás não é destinado para transporte de carga, mas sim de passageiros. Outro grande problema é transportar bagagem em cima do veículo.
Aproveitando-se da possibilidade de também transportar objetos e malas em cima do automóvel, muitos motoristas acabam exagerando na bagagem posta sobre o carro.

Porém, conforme a resolução nº 349/2010 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), o transporte de bagagem não deve ultrapassar 50 centímetros (cm) de altura. Assim, não há perigo de a estabilidade do veículo ser prejudicada durante o tráfego nem de a bagagem se desprender por excesso de carga.

Na próxima edição continuamos…

Fonte: Drmlt

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome