Coleção farroupilha inaugura neste sábado em Piratini

Evento marcará retorno de obra ao museu. (Foto: Divulgação)

O Museu Histórico Farroupilha, localizado em Piratini – instituição da Secretaria de Estado da Cultura (Sedac) -, se prepara para inaugurar a coleção TcheVoni, que resgata fragmentos históricos da Revolução Farroupilha (1835-1845). O acervo foi doado pelo colecionador Volnir Júnior dos Santos, mais conhecido como TcheVoni. O evento está marcado para este sábado (11), às 10h – data que celebra os 185 anos da proclamação da República Rio-Grandense. Será uma cerimônia restrita a convidados e imprensa, obedecendo aos protocolos de prevenção à Covid-19.

TcheVoni estará no estado na condição de hóspede oficial e será recebido pela secretária de Estado da Cultura, Beatriz Araujo, e Francieli Domingues, diretora do Museu Farroupilha. Na ocasião, também será realizado o descerramento da obra artística “Fuga de Anita Garibaldi a Cavalo”, de autoria de Dakir Parreiras (1894-1967), restaurada pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), por meio de um acordo de cooperação técnico-científico firmado entre a Sedac e a UFPel, em 2019.

O acervo, da mais alta cotação histórica, conta com quase mil peças, entre livros, espadas, balas de canhão, documentos, moedas e itens comemorativos do período farroupilha. O público poderá conferir de perto a coleção a partir do dia 12 de setembro (terça a sexta, das 9h às 11h30 e das 13h30 às 17h; sábados e domingos, das 14h30 às 17h) – mediante agendamento.

Sonho selou o destino da coleção

Em 2019, em um sonho, TcheVoni teve a ideia de levar o acervo para Piratini. Pelas redes sociais manifestou o interesse de transformar o Museu Farroupilha na casa definitiva da coleção. Foi aí que a secretária Beatriz e a diretora Francieli iniciaram as tratativas com Volnir, um gaúcho aficionado pela saga farroupilha, que reside em Natal (RN).

“No sonho, os artefatos se perdiam, eu morria e ninguém sabia do que se tratavam aqui no outro Rio Grande (do Norte), então Miguel (Arcanjo) apareceu e me disse “leva para Piratini!” Na manhã seguinte, divulguei meu desejo de doar ao Museu Farroupilha”, recorda Volnir.

“É um novo tempo em nossa instituição. É parte da República Rio-grandense voltando para casa. O dia 11 de setembro ficará marcado em nossos corações como o início de uma nova era. E é possível dizer que passaremos a contar com a maior coleção da Revolução Farroupilha entre todas as instituições museológicas”, comemora a diretora Francieli Domingues.

Com entusiasmo, a secretária da Cultura Beatriz Araujo fala de sua expectativa para o dia 11 de setembro: “eu tenho certeza que será um momento de grande alegria e emoção, uma vez que estaremos diante de peças históricas de tamanha relevância, que mudarão para sempre o Museu Histórico Farroupilha, bem como contribuirão para aprofundar o conhecimento acerca da saga farrapa”.

A restauração da obra “Fuga de Anita Garibaldi a Cavalo” envolveu 20 alunos do curso de Bacharelado em Conservação e Restauração de Bens Culturais do Instituto de Ciências Humanas da UFPel, que tiveram a oportunidade de trabalhar nesta importante obra do acervo do Museu Farroupilha. Fazem parte da equipe
os restauradores Keli Scolari e Fabio Galli. “Foi uma oportunidade única na formação dos alunos que devolvem à comunidade este patrimônio de todos os gaúchos. Foi restabelecida a integridade física e estética da obra, através dos processos de restauração”, avalia a coordenadora do Departamento de Museologia e Conservação e Restauro do ICH/UFPel, Andréa Bachettini.

Beatriz recorda que após alguns anos de trabalho, em 2011, na condição de produtora cultural, concluiu o projeto que possibilitou a restauração completa do Museu Histórico Farroupilha e enaltece a parceria firmada com a UFPel. “Chegando à Sedac como secretária, meu primeiro ofício foi à UFPel, solicitando apoio para a restauração de duas obras de arte daquele museu, as quais estavam aguardando restauro num dos torreões do Margs há muitos anos e sem qualquer perspectiva de conclusão. Agora, com esta doação extraordinária e a qualificação das instalações do museu, penso que encerro um trabalho de mais de uma década, que por vezes me deu muita preocupação, mas também muitas alegrias. Nestas horas a gente percebe que todo o esforço é recompensado. Piratini agora passa a ser uma referência para pesquisadores e pessoas interessadas em conhecer um pouco mais da nossa história”.

Parcerias e qualificação

Após a consolidação das tratativas para a doação do acervo, a secretária Beatriz passou a envidar esforços para trasladar a coleção até Porto Alegre. Na Sedac, o acervo passou por catalogação e foi adicionado ao patrimônio do Estado. Para isso, contou com a intermediação do deputado federal Ronaldo Santini (PTB-RS), o qual viabilizou o transporte aéreo junto à Força Aérea Brasileira (FAB) e terrestre por meio do Exército Brasileiro, oportunizando que a coleção chegasse ao RS. O trabalho de catalogação foi realizado pela equipe do departamento de Memória e Patrimônio da Sedac, sob a supervisão do assessor especial Eduardo Hahn.

Antes de receber a coleção TcheVoni, o Museu Histórico Farroupilha passou por melhorias físicas na reserva técnica, que impactaram no mobiliário e na segurança, qualificando a guarda e a exposição dos objetos. Melhorias essas que foram executadas com recursos provenientes de emenda parlamentar estadual, apresentada pelo deputado Luiz Henrique Viana (PSDB) em 2019, no valor de R$ 100 mil. A verba foi utilizada na compra de mobiliário e mostruários para acomodar o novo acervo, bem como na instalação de sistema de alarme.

O museu

Fundado em 1953, o Museu Histórico Farroupilha é considerado um pilar fundamental para construção da identidade gaúcha. Seu acervo é um dos principais narradores do episódio divisor de águas da história do Estado, a Guerra dos Farrapos, e a formação da República Rio-Grandense. Configura-se em uma matriz para pesquisas de valor histórico e científico e em equipamento cultural e turístico de Piratini.

Endereço

Rua Coronel Pedroso, 77

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome