Três mulheres são eleitas para o Legislativo de Pinheiro Machado

Fotos: Divulgação

A renovação da Câmara de Vereadores foi acima de 65%, pois três vereadores conseguiram a reeleição. A representatividade feminina foi o destaque deste pleito, porque três mulheres foram eleitas para legislar na gestão 2021/2024. Laura Ratto (MDB) se elegeu com 397 votos, Magda Afonso (PDT) obteve 301 votos e Elizete Baldez (PP) alcançou 214 votos.

Embora existam as cotas eleitorais – lei que assegura uma porcentagem mínima de 30% e máxima de 70% a participação de determinado gênero em qualquer processo eleitoral -, o percentual de homens que se elegem ainda é maior que o de mulheres. As mulheres colocam seus nomes a disposição, mas nem sempre há interesse em pleitear por um cargo político, estão no pleito apenas para cumprir o coeficiente exigido e a maioria das vagas continuam sendo preenchidas pelos candidatos do sexo masculino. Esta realidade a partir de 2020 terá um novo panorama, visto que, o número de mulheres eleitas neste pleito cresceu em todo o país.

Conheça as mulheres que estarão no Legislativo pinheirense em 2021

Elizete Baldez Peraça, de 51 anos, é funcionária pública municipal, moradora da localidade de São João Batista. “Entrei na política porque acredito que como vereadora posso fazer mais pelo nosso município. Foi um desafio grandioso e muito bem aceito pela comunidade pinheirense. Realizei minha campanha entre familiares e amigos, pessoas que acreditaram na força e responsabilidade da mulher e se doaram de uma forma incrível permitindo que eu fosse eleita vereadora”, declarou ela.

Ao ser questionada sobre os objetivos a partir de 1º de janeiro no Legislativo, respondeu: “Quero estar sempre junto às pessoas, este é o meu compromisso, realizar um trabalho honesto e produtivo, é uma prioridade. Quero ajudar a construir um município melhor para a gente viver”.

Laura Ratto Finkler, de 33 anos, é protetora e ativista animal, e é a mais jovem entre as três mulheres que estarão no Legislativo em 2021. Ainda durante a campanha eleitoral, em vídeo no Facebook, ela disse: “Há muitos anos nosso município não tem representante mulher, são os homens que nos sub-representam na política em Pinheiro Machado e nunca tivemos uma mulher no Executivo, as mulheres devem ocupar esses cargos. Precisamos mudar esse cenário votando em mulheres e jovens”.

Nas redes sociais, Laura deixou mensagem de agradecimento a todos aqueles que o apoiaram durante a campanha eleitoral.

Magda Afonso, de 60 anos, é professora estadual aposentada e pecuarista. Durante 31 anos, atuou no Colégio Estadual General Hipólito Ribeiro como professora, coordenadora e vice-diretora. Além da educação ao qual dedicou-se por muitos anos, Magda também tem forte ligação com o meio rural na atividade da pecuária. É filiada ao PDT desde 1999.

Para a reportagem, ela falou: “Acredito que cada vez mais a participação da mulher na política se faz necessária. Somos dinâmicas, voltada ao lado social, à família e por que não dizer competentes em tudo que fazemos. Em minha campanha salientei muito com elas a necessidade de elegermos mulheres para fazermos a diferença. Conseguimos um feito histórico de elegermos, três mulheres para a Câmara de Vereadores, nunca antes acontecido”.

Sobre as suas metas durante o mandato 2021/2024 a professora ressaltou: “Vou trabalhar pela educação, cultura, saúde, lazer, saneamento e estradas, buscando recursos nas esferas estadual e federal. Quero buscar incentivos ao homem do campo, desenvolver projetos voltados aos trabalhadores rurais, bem como aos jovens que necessitam qualificação profissional para se prepararem ao mercado de trabalho”. Por fim, agradeceu aos eleitores e reafirmou o compromisso de trabalhar pelo campo e a cidade.

Segundo os dados informados pela Câmara de Vereadores, no pleito de 1993, Darlene de Souza Farias foi eleita em Pinheiro Machado. Posteriormente, no ano de 2003, Rita de Cássia da Silva Dias Câmara esteve na Casa Legislativa como suplente, período em que o vereador Paulinho Alves esteve licenciado.

A reportagem conversou com a ex-vereadora Darlene Farias sobre a época em que ela foi vereadora. “Foi muito bom, a mulher sempre faz a diferença. Conquistei uma grande liderança junto aos companheiros e cheguei à presidência da Câmara. Foram duas legislaturas e saí da política por opção. Acredito que fiz um bom trabalho porque obtive a reeleição”, concluiu.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome