Pinheiro Machado: Oficina de Cidadania alusiva ao Outubro Rosa é realizada pelo CAPS Cacimbinhas

Mulheres puderam conhecer o aparelho de mamografia em visita ao Hospital Municipal. (Foto: Divulgação)

Na segunda-feira (31), o Serviço Social do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) promoveu uma atividade de encerramento da campanha Outubro Rosa com o tema Oficina de Cidadania. Na oportunidade, usuárias do CAPS Cacimbinhas realizaram visita ao Hospital Municipal para conhecer o aparelho de mamografia.

Através do exame é possível detectar lesões benignas e cânceres em estágio ainda inicial, assim como nódulos que não são descobertos durante o autoexame ou em consultas de rotina.

O objetivo da oficina é mostrar para as mulheres a importância do exame, elas também puderam observar como é realizado o procedimento. A técnica em Radiologia Médica, Franciele Rodrigues salientou que é preciso “desmitificar” o medo do exame através da informação.

A assistente social Elenise Silva ressaltou que o exame é para salvar vidas. “Muitas mulheres acham que o aparelho machuca, tem medo de sentir dor, na verdade, é ao contrário, o exame previne e evita sofrimento”, disse.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o de mama é o mais comum entre as mulheres no Brasil e o diagnóstico precoce é fundamental para o tratamento e a cura. Toda mulher com 40 anos ou mais de idade deve procurar a Secretaria de Saúde para realizar o exame clínico das mamas anualmente. Além disso, toda mulher entre 50 e 69 anos deve fazer pelo menos uma mamografia a cada dois anos. O serviço de saúde deve ser procurado mesmo quando não há suspeita ou sintomas.

Com informações da Assessoria de Imprensa

 

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome