Centro de Zoonoses estima realizar 300 castrações até o final do ano em Pinheiro Machado

Foto: Divulgação

O centro de Zoonoses de Pinheiro Machado, através da Prefeitura Municipal em parceria com a ONG “Grupo de Proteção aos Animais – Unidos Para Amar” (GPA-UPA), realiza mensalmente em torno de 20 castrações. A quantidade de castrações deve aumentar devido ao processo licitatório que a prefeitura vai realizar. A estimativa é que até o final do ano sejam realizadas 300 castrações.

A vereadora Laura Ratto, uma das fundadoras da ONG, explica que metade das vagas são destinadas para pessoas que possuem bolsa família e CadÚnico, as quais podem se inscrever no projeto de castração através do Departamento de Assistência Social (DAS) e a outra metade das vagas, serão destinadas para quem possui animais que foram adotados na ONG, e as inscrições podem ser feitas  no próprio GPA UPA.

Para o vice-prefeito, Rogério Moura, a ação contribui para a diminuição do ataque de cachorros a ovelhas nas propriedades rurais. “Dessa forma conseguimos controlar melhor a população de cães e gatos, diminuindo com isso o prejuízo dos nossos produtores, pois pesquisas comprovam que a castração, juntamente com a educação da comunidade evitando o ato de largar animais nas ruas é a melhor meta de controle da população canina”.

O prefeito, Ronaldo Madruga, salientou que cuidar da vida dos animais é um compromisso do município. “É preciso ter um controle, a microchipagem também é um dos nossos objetivos para localizar tutores em caso de fuga ou abandono, aumentando a responsabilidade pelos animais” afirmou.

Uma parceria com o município de Pedras Altas para a castração de fêmeas caninas já vem sendo discutida e pode começar em breve.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome