Pelotas: Estatísticas confirmam prejuízos agrícolas causados pelas chuvas

Levantamento realizado pelo IBGE é apresentado em reunião na Secretaria de Desenvolvimento Rural da Prefeitura. (Foto: Divulgação/SDR)

O setor primário de Pelotas carrega, neste ano, os prejuízos causados pelo excesso de chuvas do segundo semestre de 2023. Levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apresentado à Prefeitura neste mês, em reunião na sede da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), aponta atraso na semeadura da soja e queda na produção e produtividade de vários grãos no município, entre outras culturas, a exemplo do feijão, milho e trigo, além do tomate, ameixa, amora, pêssego e uva.

“As reuniões periódicas com o IBGE são importantes para o Município, possibilitando-nos pautar políticas públicas de apoio específico a produtores e compreender escassez ou suba de preços de alguns produtos. Os levantamentos envolvem produtos agrícolas, florestais e a pecuária – todos os setores que impulsionam as atividades da nossa colônia”, pontua o vice-prefeito e secretário de Desenvolvimento Rural, Idemar Barz.

A apresentação das estatísticas esteve a cargo do coordenador do IBGE/Pelotas, Eduardo de Almeida Guimarães Peixoto, e contou com a presença de profissionais técnicos da Prefeitura/SDR, com o extensionista da Emater, Rodrigo Prestes, e com o representante do Sindicato dos Trabalhadores Agricultores Familiares de Pelotas, Luís Carlos Magliorini.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome