UFPel esclarece à população especulações sobre show de Duca Leindecker

Campus Anglo da Universidade Federal de Pelotas (UFPel).(Foto: Arquivo/Vitória Leitzke/JTR)

Em comemoração aos 50 anos da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), acontece na quinta-feira (7), no auditório da Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel (FAEM) o show do artista gaúcho Duca Leindecker.

Conforme o reitor da universidade, Pedro Hallal, o cantor, compositor e escritor foi convidado para realizar a apresentação comemorativa com base na relevância cultural que ele tem para o estado.

Com isso, Leindecker aceitou se apresentar com preço de meia entrada a todos os integrantes da comunidade universitária, como forma de garantir uma maior participação do público. “Cobramos um valor dele pela utilização do espaço [auditório], organizado via processo administrativo”, esclarece Hallal, ressaltando que o valor dos ingressos é revertido diretamente ao artista, não havendo custo algum para a instituição de ensino.

“O artista concordou em conceder também 50 ingressos para nós para que pudéssemos sortear entre os estudantes [graduação e pós-graduação], porque ainda o valor de meia entrada é caro para alguns. Os ingressos gratuitos estão sendo distribuídos via sorteio pela Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (PRAE)”, afirma.

Os ingressos podem ser adquiridos online pelo site Blueticket.

Carreira de Duca Leindecker
Duca Leindecker iniciou na juventude sua carreira, sendo que aos 15 anos foi eleito pela crítica especializada como o melhor guitarrista do Estado. Formou a banda Cidadão Quem, gravando sete CD’s e um DVD. Com o grupo, se apresentou na terceira edição do Rock in Rio e recebeu quatro Prêmios Açorianos de Música. Em 2008, formou o Pouca Vogal ao lado de Humberto Gessinger, do Engenheiros do Hawaii.

Já na literatura, o seu primeiro livro “A Casa da Esquina” se tornou um best-seller com mais de 12 edições lançadas. Outras obras se destacaram, como a “A Favor do Vento”, e o “O Menino que Pintava Sonhos”.

Esclarecimentos sobre o acidente com o ônibus da UFPel
Ainda, o reitor ressalta que as especulações acerca do show e do acidente ocorrido no dia 1º de novembro envolvendo um ônibus estudantil da universidade não fazem sentido, pois a apresentação já estava divulgada há algum tempo e não há custo para a instituição.

“As causas do acidente estão sendo investigadas com a devida seriedade. Não há nenhuma evidência que mostre que tenha sido causado por falta de manutenção. Ao contrário, temos uma frota de veículos e é muito raro haver algum incidente. A suposição é completamente inadequada e precipitada, pois ainda estamos investigando”, finaliza.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome