Morro Redondo: Reunião discute número de atendimentos clínicos no município

Reunião ocorreu na quinta-feira (16). (Foto: Divulgação)

Os vereadores Thiarles Schneider (PT), Gilson Schwantz (PP), Letícia Santos (PSDB) e Maico Vega (DEM), estiveram reunidos na quinta-feira (16) com a secretária de Saúde e Assistência Social, Silvia Wahast Islabão, para tratar sobre o número de atendimentos disponibilizados por diversos especialistas, especialmente na área de Ginecologia.

Nesta semana, os parlamentares foram questionados através das redes sociais sobre um expressivo número de pessoas que aguardaram na fila e tiveram que retornar para casa sem o atendimento, em virtude do número de fichas ter acabado.

A secretária explicou que, de acordo com a direção do hospital, a especialista não havia realizado o atendimento em duas ocasiões, por motivos pessoais e feriados, sendo que a prefeitura paga os atendimentos por turno e não por fichas (sempre às segundas-feiras) e por hora trabalhada, (4 horas por semana, 20h mês). Em função disso, os atendimentos foram comprometidos neste mês.

Segundo a diretora do hospital Dr. Ernesto Mauricio Arndt, Liane Arndt, só foi possível disponibilizar o número de 20 fichas para o atendimento que ocorreu nesta semana, e que no momento da distribuição, todos foram informados sobre este número.

Desta forma, os vereadores sugeriram que o agendamento dos atendimentos passe a ser feito diretamente pela Secretaria de Saúde, para que as pessoas que necessitam de atendimento não precisem aguardar por horas na fila e até mesmo vir a ficar sem ser atendido, facilitando a comunicação entre quem precisa e quem disponibiliza e paga pelo serviço.

A secretária disse que irá estudar essa possibilidade, e que, em média, 40 atendimentos são prestados pela ginecologista mensalmente. Em breve, os atendimentos para pré-câncer serão retomados nas Unidades Básicas de Saúde, o que também irá facilitar a distribuição dos agendamentos.

Os vereadores aproveitaram para falar sobre os atendimentos odontológicos que, de acordo com a secretária, estão normalizados. “Estamos com um dentista afastado pelo INSS, mas os atendimentos estão ocorrendo regularmente nos postos da cidade”, concluiu Silvia.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome