Morro Redondo se faz presente na Abertura da Colheita do Milho

Imagem mostra comitiva do município na Abertura da Colheita do Milho, realizada dia 27 em Santa Vitória do Palma. (Foto: Divulgação)

Morro Redondo se fez representar na 11ª Abertura Oficial da Colheita do Milho, que ocorreu terça-feira (27) na Agropecuária Canoa-Mirim, em Santa Vitória do Palmar. Estiveram presentes o secretário de Desenvolvimento Rural e Turismo, Antônio Martins, o chefe do escritório municipal da Emater, Evaldo Voss, e o extensionista da unidade, Patric Medeiros, além dos irmãos e produtores, Tiago e Maicon Bonow Tuchtenhagen.

Conforme o chefe da Emater, o evento possibilitou aos produtores visualizarem tecnologias voltadas à produção de milho em áreas de várzeas tendo como diferencial o uso do sistema sulco-camalhão, desenvolvido pela Embrapa Clima Temperado, para irrigação e drenagem, obtendo excelentes resultados produtivos e viabilizando a introdução dessa cultura no sistema de rotação de culturas na região, que hoje tem no arroz e na soja sua maior produção.

“Esta visita nos proporcionou buscar informações e conhecimento da cultura e de novas tecnologias”, disse o secretário.

Para os irmãos, o deslocamento até a propriedade que serviu para a abertura da colheita do milho, a segunda vez seguida na Zona Sul do Estado, foi uma oportunidade de visualizar o desempenho dessa cultura com a adoção de tecnologias apropriadas a altas produtividades, em especial a irrigação. Ambos agradeceram a equipe da Emater e o secretário de Desenvolvimento Rural de Morro Redondo pelo convite de participar do evento e pela oportunidade de representarem todos os produtores de milho do município. “Todos os dias de campo que participamos sempre ofereceram um novo aprendizado, estamos tendo um ano atípico, pois geralmente o verão aqui na região é muito seco, e lá em Santa Vitória nunca falta água devido à irrigação”, justificaram.

Outro aspecto que os jovens produtores observaram atentamente, pois a cada ano a cultura do milho é passível de sofrer com doenças oriundas da cigarrinha e do percevejo, foi sobre a necessidade de tratamento intenso dessas pragas. Já que se não tratadas podem provocar uma perda significativa na produção. Os híbridos de variedades lançadas no dia de campo também mereceram destaque dos produtores.

Tanto Maicon quanto Tiago têm sido reconhecidos pela tecnologia de ponta adotada na propriedade, alcançando um desempenho produtivo que supera os sete mil quilos por hectare. Ambos possuem sistema de secagem e armazenamento que permite a oferta de milho de alta qualidade para atender as demandas do mercado regional.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome