Artesanato Quilombola de Morro Redondo no estande agricultura familiar Expointer

A presença do artesanato quilombola de Morro Redondo. (Foto: Divulgação)

A presença do artesanato quilombola de Morro Redondo no Pavilhão da Agricultura Familiar na Expointer 2021 é uma importante conquista do Grupo de Mulheres Quilombolas Pérolas Negras.

Constituído em junho de 2019, a partir do trabalho da Emater/RS-Ascar junto à Comunidade e Associação Quilombola Vó Ernestina, em parceria com a Prefeitura de Morro Redondo, o grupo conta com cerca de 12 mulheres, e tem como objetivos refletir sobre a identidade quilombola, a valorização da cultura, criar um espaço de diálogo e promoção da saúde, bem como gerar renda.

Em agosto, foram retomadas as atividades coletivas, adotando-se todos os protocolos sanitários, através de reuniões e oficinas, tendo como foco qualificar e organizar a produção e oferta do artesanato étnico, sendo a Expointer o primeiro passo nessa nova dinâmica para o grupo.

Conforme a extensionista social da Emater Municipal, Karin Peglow, esta oportunidade motivou o grupo a retomar as oficinas de artesanato, e é uma excelente oportunidade para as mulheres quilombolas de Morro Redondo poderem divulgar e comercializar seu artesanato. Há, também, a viabilização da experiência com a comercialização virtual, oportunizada através do catálogo virtual (Catálogo Presença Quilombola no Artesanato Gaúcho).

O grupo Pérolas Negras confecciona bonecas negras e tapetes e a artesã quilombola Maria Helena Duarte está realizando a divulgação e comercialização de seu trabalho em fibras naturais. Para ela, saber que o artesanato que produz é valorizado, é o reconhecimento do saber herdado de sua mãe, além da possibilidade de geração de renda.

Entenda
O “Catálogo Virtual Presença Quilombola no Artesanato Gaúcho” é o acolhimento de uma demanda antiga de artesãos quilombolas do RS, que tem como objetivo dar visibilidade e possibilitar a comercialização de suas obras. Através do apoio conjunto entre a Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural e Emater/RS-Ascar foram identificados e catalogados indivíduos ou grupos de artesãos interessados em participar.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome