Capão do Leão: Decreto municipal restringe atendimentos de outras cidades no PAM

O secretário de Saúde Wolke Rodrigues (Foto: Gerson Baldassari/JTR)

Já esta vigorando o decreto municipal 074/2019, do dia 30 de dezembro, que declara situação de exclusividade no atendimento do Pronto Atendimento Municipal (PAM) e nas Unidades de Saúde do Sistema Único de Saúde (UBs) no município. De acordo com o texto do decreto, a insuficiência de recursos para manter o PAM representa um grande passivo acumulado pelos atendimentos de moradores de outras localidades: 30% do custo total.

Para o secretário da Saúde Wolke Rodrigues, a maior preocupação da gestão pública é em relação aos recursos que estão poucos. Com isso, o decreto é para garantir o atendimento, principalmente, aos moradores de Capão do Leão. “Tem aumentado muito a demanda de pessoas de outras localidades e das questões que são eletivas. Os atendimentos de fora, em sua maioria, não são de urgência e nem de emergência, sendo que essas pessoas deveriam procurar atendimento na unidade básica mais próxima de sua residência”, explicou o secretário.

“O que aconteceu é que Pelotas perdeu cerca de 20 médicos cubanos que atendiam nos postos de saúde e, sem atendimento, essas pessoas migraram pra cá, porque o nosso atendimento é mais rápido. Só que isso vem gerando um custo alto para o município de Capão do Leão. Sabemos que todos do [Sistema Único de Saúde] SUS devem ser atendidos, mas existem os locais certos que são as [Unidades de Pronto Atendimento] UPAs e os hospitais para questões básicas e de média e alta complexidade, respectivamente”, afirmou o secretário.

Ainda de acordo com Rodrigues, o governo Federal adotou medidas que restringe a localidade do paciente, para que a pessoa seja atendida na cidade onde o cartão do SUS foi confeccionado. “Para melhorar o nosso cadastro municipal, em breve, daremos início ao recadastramento dos usuários do cartão SUS, tanto na questão da tensão básica como na média complexidade, isso para garantir o repasse dos recursos e também para mostrar qual é a real população que existem nessas localidades, salientou.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome