Colheita do arroz no estado será aberta oficialmente hoje (14)

Evento está sendo realizado desde a quarta-feira (12) (Foto: Luciara Schneid/JTR)

*Com informações da Assessoria de Imprensa

A colheita do arroz no estado será aberta oficialmente hoje (14), durante ato oficial simbólico, às 14h, em lavoura preparada especialmente para a ocasião, na Estação Experimental de Terras Baixas (EETB), da Embrapa Clima Temperado, em Capão do Leão.

Maior produtor brasileiro de arroz, com 70% da área, o Rio Grande do Sul espera colher entre 7 e 7,1 milhão de toneladas do cereal. O arroz é a principal atividade econômica de cerca de 140 municípios gaúchos e a cultura é responsável pela geração de 20 mil empregos diretos. Este ano, seis mil produtores foram responsáveis pelo plantio de 940 mil hectares. A produtividade média esperada é de 7,5 mil quilos por hectare.

Com área de 150.015 hectares distribuídos em 360 propriedades, a Zona Sul, região em que ocorre desde a quarta-feira (12), a 30ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz, é responsável pela produção de 1,26 milhão de toneladas do cereal. No primeiro dia, passaram pelo evento cerca de 2,5 mil participantes.

Na quinta-feira (13), ocorreu o Fórum Mercadológico, no auditório principal da estação. Em quatro painéis foram abordados temas para informar e atualizar os produtores das tendências de mercado global, políticas, tecnologia e gestão.

No primeiro dia, um dos destaques foi a reunião da Câmara Setorial do Arroz, que debateu questões como medidas para buscar soluções referentes ao endividamento do setor e fomento às exportações do arroz, demandas que a cadeia orizícola irá reforçar junto ao Ministério da Agricultura.

O presidente da Câmara Setorial do Arroz, Daire Coutinho, disse que um dos principais objetivos é resolver o endividamento dos produtores de arroz. “Em relação ao setor produtivo, a cadeia, a Câmara e as entidades vêm numa luta para solucionar este problema. Nossos parlamentares também estão trabalhando para que isso aconteça. Acreditamos que as coisas estão caminhando em um sentido de buscar uma solução para este produtor”, observou.

Uma das possibilidades, é a ampliação do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) para enquadramento dos produtores de arroz, que já recebeu uma sinalização positiva do Ministério. “O Pronaf tem uma legislação diferente, um acesso diferente. Isto vai fazer que, com o aumento dos limites do Pronaf, tenhamos produtores que poderão migrar com um bom número conseguindo um juro menor e melhor condição de financiamento”, afirmou.

Em relação às exportações, uma das medidas sugeridas é buscar a renovação das cotas comerciais com o México e abrir novos acordos sanitários com outros países com potencial consumo do grão. “É uma surpresa os números de exportações deste ano, e isso culmina com uma atenção da ministra Tereza Cristina com o setor. Conseguimos agilizar negociações internacionais onde se colocam obstáculos que fazem com que demore um pouco mais”, salientou.

Outro destaque do dia foi o lançamento pela Embrapa do PlanejArroz, um aplicativo que irá auxiliar o produtor no planejamento de sua lavoura. O aplicativo foi desenvolvido em parceria pela Embrapa, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) e apresentado em dois módulos. O primeiro é baseado em graus-dia e faz a estimativa da data de ocorrência de seis estágios de desenvolvimento das cultivares recomendadas, na média dos anos e na safra, visando o planejamento e a tomada de decisão sobre o manejo da cultura. O segundo utiliza o modelo SimulArroz para estimar a produtividade de grãos, na média dos anos e na safra, das três cultivares mais semeadas no Estado. A versão web pode ser acessada em planejarroz.cpact.embrapa.br e posteriormente nos aplicativos da Embrapa, no Google Play.

A tecnologia é resultado do esforço conjunto, nas diferentes etapas de desenvolvimento do aplicativo, da Embrapa Clima Temperado, equipe FieldCrops da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga) e Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet/8º Disme).

A 30ª Abertura Oficial da Colheita ocorre até hoje (14) com o tema “Intensificação para Sustentabilidade” e tem a realização da Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz) com correalização da Embrapa e patrocínio Premium do Irga. Confira a programação completa no site do evento www.colheitadoarroz.com.br.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome