Turuçu completa 26 anos de emancipação com aposta na retomada do desenvolvimento

Município comemora os 26 anos de emancipação nesta sexta-feira (22). (Foto: Adilson Cruz/JTR)

O município de Turuçu completa nesta sexta-feira (22), 26 anos de emancipação, com sua paisagem transformada pelas recentes obras de duplicação da BR 116, que deram à pequena cidade da Zona Sul, de pouco mais de 3,4 mil habitantes, ares de região metropolitana. De volta à prefeitura em 2021, o prefeito Ivan Scherdien (PP) diz que as mudanças foram poucas neste intervalo de quatros anos, entre a sua última administração e a que o sucedeu.

Eleito para seu primeiro mandato (2009/2012), em 2008, e reeleito em 2012, para seu segundo mandato (2013/2016), está de volta em 2020, para o terceiro mandato (2021/2024), e pretende deixar a marca da transformação e do crescimento, com a atração de novas empresas e bom número de empregos gerados, uma das principais demandas atuais. “Nosso trabalho é voltado a atrair novos investidores, além de atender também os agricultores com vários projetos”, ressalta Scherdien.

O prefeito Ivan Scherdien (PP) e a vice Arlete Hartwig (PP). (Foto: Adilson Cruz/JTR)

Autor da Lei Pró-Morango (Programa Municipal de Incentivo à Cultura do Morango), que há mais de dez anos garante aos produtores a aquisição de mudas subsidiadas, entre outros benefícios, lançou no início deste governo o programa Desenvolver Turuçu.

Através de projeto de lei, estão previstos benefícios fiscais, financeiros e materiais a empreendimentos que gerem emprego e renda. Os primeiros resultados já podem ser vistos, com a atração de três novos empreendimentos, que estão em implantação ou já em funcionamento, tais como as fábricas de Bebidas Evolk, de Café e Chope 35 e de temperos Extremo Sabor.

“Somente a Extremo Sabor, prevê um investimento de R$ 4 milhões. São três meses de investimentos públicos e privados e adequação de espaços públicos subutilizados”, diz.
“Estes primeiros dez meses de governo foram turbulentos, estamos tentando levantar de novo o município, porque parece que os últimos quatro anos passaram em branco”, ressalta. Segundo ele, o trabalho da atual administração envolve desde a renegociação de contratos até a renovação da frota sucateada e criação de novos projetos nas áreas da educação, agricultura, e demais secretarias. “Estamos fazendo um levantamento para a realização em breve de um leilão de algumas sucatas”, conta o prefeito.

Município completa 26 anos de emancipação e busca atrair visitantes para conferir as atrações integrantes do Roteiro de Turismo Rural, Turuçu dos Sabores. (Foto: Adilson Cruz/JTR)

Conforme Scherdien, há três meses, o carro do gabinete teve que ser alocado para a Saúde, para atender pacientes. Além disso, é incessante a busca por emendas para a aquisição de novos veículos para todos os setores, inclusive a Saúde.

Ele ressalta também que, com um orçamento anual de R$ 16 milhões, alguns cortes foram necessários devido à redução na arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) durante a pandemia, mas que a cidade que se formou e se emancipou em torno do extinto Curtume Arthur Lange, vê agora um novo parque industrial começando.

Mas o grande marco deste primeiro ano de governo, segundo o chefe do Executivo municipal deve ser a primeira sede própria da prefeitura, após 26 anos de funcionamento em prédio alugado. Até a data do aniversário, a administração deve estar funcionando no prédio da Secretaria da Agricultura, ao lado da Câmara Municipal, o que irá representar uma economia mensal para o município de R$ 7 mil. Segundo ele, há uma cláusula no contrato do prédio atual, que prevê o pagamento adicional de seis meses caso não seja cumprido até o fim, antes de 2025, mas deve ser contestada junto ao Ministério Público.

Novo prédio, ao lado da Câmara, irá representar uma economia mensal para o município de R$ 7 mil. (Foto: Divulgação/Prefeitura de Turuçu)

No novo local devem funcionar os gabinetes do prefeito e vice-prefeita, assessor jurídico, Secretaria de Administração, Compras, Recursos Humanos e Contabilidade. A Secretaria da Educação vai para a Escola Doutor Urbano Garcia e a Secretaria de Agricultura para um posto de saúde desativado, onde funcionava a Farmácia Popular que, por sua vez, irá funcionar junto ao atual posto de saúde. “Com isso, o paciente sai da consulta com o médico e pega o medicamento no próprio local”, ressalta.

As Secretarias de Obras, Urbanismo, Trânsito, Saneamento e Planejamento se instalam em antigo prédio do Conselho Tutelar, que irá para um local desativado, que servia como depósito. A Emater irá funcionar em prédio no Centro da cidade, junto com o Setor de Tributos.

Mesmo com foco em empreendimentos maiores, a administração não se descuida das agroindústrias, que somam 11 e uma em fase de instalação: a Casa Harter, café colonial, com inauguração prevista para o dia 30 de outubro, e que tem seu foco voltado para o turismo, assim como os demais integrantes do Roteiro de Turismo Rural, Turuçu dos Sabores. “Além de mostrar como são feitos os produtos das agroindústrias, o roteiro irá divulgar os pontos turísticos locais”, afirma.

Além disso, a Casa da Pimenta, com sede junto à BR 116, no sentido Pelotas-
Porto Alegre, deve ganhar em breve mais um ponto de comercialização, na margem oposta da rodovia, colocando os produtos das agroindústrias à disposição de quem se desloca nos dois sentidos.

Outra novidade e demanda presente na Consulta Popular do governo do Estado é a Praia Ecológica de Turuçu, em trecho inexplorado da Lagoa dos Patos, distante 25 quilômetros do município, a partir da BR 116. “Trata-se de orla não explorada, sem acessos e que registra o avanço da agricultura sobre a praia”, diz. Segundo o prefeito, o projeto parte de um conceito natural, de caráter ambiental sustentável, que preconiza conceitos como a energia solar e eólica e a preservação da orla.

Comemorações

Para não deixar a data do aniversário passar em branco, está sendo organizado junto às comunidades como escolas, Centros de Tradições Gaúchas (CTGs) e grupos de terceira idade, um desfile temático baseado na cultura Pomerana, com arrecadação solidária. “Trata-se de uma lembrança da Festa do Morango e da Pimenta, que não puderam acontecer”, ressalta.

O desfile deve sair no dia 23 às 14h, do Varejão Colonial até a Brigada Militar, com conclusão no Centro de Eventos, onde os alimentos poderão ser entregues. No local, também devem estar presentes produtores de morango para venda da fruta in natura aos interessados. “Será uma Feira do Morango bem simples, com a intenção de marcar presença”, diz.

Entre os eventos futuros programados para o município, o prefeito anuncia o Campeonato Zona Sul de Montain Bike, previsto para o dia 7 de novembro, e o passeio cicloturístico, no dia 24 de novembro, para visitas experimentais aos destinos dos empreendimentos turistícos. No dia 29 deste mês, ocorre o Encontro dos Secretários de Turismo da Costa Doce, que tem como representante local, o diretor de Educação, Cultura e Turismo do município, Jardel Buck.

1 comentário

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome