Novo quartel dos Bombeiros em São Lourenço do Sul sairá do papel

Investimento será de pouco mais de R$ 1 milhão, com recursos próprios da Prefeitura. (Foto: Divulgação/Prefeitura de São Lourenço do Sul)

Após 13 anos tendo como sede um prédio alugado na avenida Coronel Nonô Centeno, sem infraestrutura adequada para acomodar seus colaboradores, o Corpo de Bombeiros em São Lourenço do Sul ganhará uma sede própria.

No dia 20 de janeiro, uma cerimônia marcou a assinatura do contrato e ordem do início da obra de construção pelo prefeito Rudinei Härter (PDT) e o representante da Construtora Cotrefe LTDA, vencedora da licitação. A ocasião também teve a presença do subcomandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul, Coronel Otávio Polita Filho, do comandante do 3º Batalhão de Bombeiro Militar, tenente-coronel Gerson Luiz da Silva Rodrigues, e de outras autoridades.

Assinatura foi realizada no dia 20 de janeiro. (Foto: Diulia Ieque/JTR)

O novo prédio é localizado na avenida Sony Soares Correa, esquina com a rua Max Stenzel, considerado um ponto estratégico. O local contará com 606,04m² de área. A previsão é de que seja um prédio moderno, com instalações capazes de abrigar equipamentos e viaturas em um único lugar. Também contará com área administrativa e salas de aula para desenvolver projetos sociais como: Bombeiro Mirim, palestras à comunidade, cursos, e outras atividades.

Em breve, o município também deverá ser contemplado com uma viatura de resgate – semelhante a uma ambulância – para atendimentos que envolvam traumas, além de servir de apoio às guarnições nos atendimentos mais complexos.

Local contará com 606,04 m² de área, com área administrativa,
salas de aula e espaço para equipamentos e viaturas. (Foto: Divulgação/3ºBBM)

Em 2021, foram atendidas 241 ocorrências, sendo 58 de incêndios, segundo o sargento Anderson Luis Matoso Oliveira, comandante do pelotão. Atualmente, são 21 militares efetivos. O pelotão também atende o município de Turuçu, e conta com cerca de 47 mil habitantes na área de cobertura.

Para o prefeito, a obra significa também a permanência do pelotão no município, proporcionando melhor estrutura e acesso fácil para locais da zona urbana e do interior. Segundo ele, o espaço deverá ser cedido após a conclusão. ”Para o lourenciano esse prédio é um orgulho”, resumiu. Härter destaca o fato de que os recursos para obra são próprios, no valor de R$1.094.719,20. “Um valor significativo que conseguimos economizar”, aponta, citando que já está empenhado.

Previsão é que a estrutura seja construída em 10 meses. (Foto: Divulgação/3º BBM)

O prazo para a conclusão é de 10 meses e o projeto de engenharia e arquitetura foi feito pela empresa Geodrone, do município, e doado.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome