Centro de Escritores Lourencianos comemora 25 anos em 2021

Oficina literária em escola municipal no ano de 2013. (Foto: Arquivo Pessoal)

O Centro de Escritores Lourencianos (CEL), nasceu em outubro de 1996 e tem como principal objetivo incentivar a leitura e a escrita no município. A iniciativa surgiu quando os fundadores notaram que existia uma grande adesão aos concursos literários realizados pela Coordenadoria de Cultura de São Lourenço do Sul.

A história do CEL conta com a publicação de 19 antologias – conjunto formado por diversas obras literárias que exploram uma mesma temática, período ou autoria -, uma coletânea de contos. Em 2021, foram três publicações. Para Cleia Dröse, uma das fundadoras e atual presidente do Centro, iniciativas como essa são essenciais para o desenvolvimento da cultura e para que autores vivos cheguem ao conhecimento do público.

“Na minha infância e adolescência, eu nunca conheci um autor. Tudo que eu lia sempre que eu perguntava quem era essa pessoa a resposta era ‘já morreu’. Então, hoje nós temos autores vivos que podem ir às escolas, conversar com os jovens e crianças, mostrar como escreve e porque escreve, é muito gratificante” afirma a autora.

Mesmo durante a pandemia, o grupo não interrompeu as atividades. Neste período, a roda de leitura foi realizada pelos associados em chamadas de vídeo, assim como as oficinas literárias. Com a retomada das atividades presenciais, o CEL realizou a primeira oficina depois de quase dois anos de pandemia, no início desta semana, mas Cleia explica que “Mesmo podendo fazer presencial, vamos manter algumas atividades virtuais para aqueles que não podem se deslocar”.

Hoje, o centro conta com 30 associados, entre efetivos e correspondentes que residem em outros municípios. Uma delas é a Vitória Meyer Oliveira, de 19 anos, que conheceu o projeto a partir de uma ação realizada em sua escola em 2019. Hoje, a estudante de Letras pela FURG acredita que a iniciativa influenciou diretamente para a decisão do curso e no seu desenvolvimento pessoal “Fez com que eu interagisse com pessoas diferentes, me fez falar mais e expor as coisas que eu escrevo sem a vergonha que eu tinha antes”, explica a jovem.

O Centro de Escritores Lourencianos promove a arte literária, através de oficinas, concursos e encontros de poetas, escritores e simpatizantes. “Mostrar que a leitura pode nos ajudar a entender o mundo e que a escrita pode registrar a nossa visão de mundo para a posterioridade”, afirma a presidente.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome