Prefeitura de Rio Grande realiza reunião do programa “Cidade Empreendedora” para discutir eixo de compras públicas e privadas

Reunião realizada na segunda-feira (24) (Foto: Divulgação)

A primeira reunião aberta do programa “Rio Grande Cidade Empreendedora” foi realizada na segunda-feira (24), no Salão Nobre Deputado Carlos Santos, da Prefeitura do Rio Grande. Na oportunidade, foi iniciada a discussão que busca embasar o planejamento de ações para a melhoria do ambiente de negócios através do eixo de compras públicas e privadas.

A reunião contou com a participação do Prefeito Fábio Branco, do Secretário de Desenvolvimento, Inovação e Turismo, Gilberto Sequeira, do Gerente regional do Sebrae, Ciro Vives, do Analista de Articulação Territorial do Sebrae, Fabrício Burkert, e de representantes de diversas empresas e instituições do Município, entre elas Yara Brasil, Rio Grande Fertilizantes, Termasa, Tergrasa, Universidade Federal do Rio Grande, Porto do Rio Grande, Marinha, Exército e outros.

Ao abrir a reunião, o Prefeito Fábio Branco falou brevemente sobre o “Cidade Empreendedora” e explicou que no primeiro momento de trabalho dentro do eixo de compras públicas e privadas o objetivo é ouvir empresas locais de grande porte para entender quais dificuldades e impedimentos são encontrados por elas na hora de comprar de médios e pequenos fornecedores rio-grandinos. “Eu pedi desde o início que as compras privadas estivessem incluídas neste eixo de trabalho, porque eu vejo nesse processo uma grande oportunidade de levantar a autoestima das pessoas, gerando mais emprego e renda.”, comentou Branco.

De acordo com Gilberto Sequeira, Secretário de Desenvolvimento, Inovação e Turismo, depois de ouvir dessas empresas quais suas necessidades relacionadas às compras, a proposta é fazer um diagnóstico e trabalhar por meio da orientação e qualificação dos fornecedores locais para que “os pequenos empresários tenham acesso às demandas e consigam entrar efetivamente no mercado.”

Nesse sentido, Fábio Branco ainda reforçou a importância do envolvimento do setor privado no projeto. “A participação de vocês é  muito importante para que a gente possa identificar porque algumas compras que poderiam ser feitas em Rio Grande não são feitas aqui. Não temos nada contra as empresas de fora da cidade, mas temos muito a favor das empresas locais e queremos valorizá-las e capacitá-las para que possam concorrer e aproveitar as oportunidades de trabalho oferecendo um serviço de qualidade.”, disse Branco.

A ideia agora é que nos próximos dias novas reuniões sejam marcadas para que cada empresa contribua com as informações relacionadas ao seu processo interno de compra. São essas informações que servirão como base para identificação de indicadores, para a elaboração do diagnóstico e para o planejamento de ações que possam melhorar a estrutura dos negócios e desenvolvimento econômico em Rio Grande.

Programa “Cidade Empreendedora”

O “Cidade Empreendedora” tem como objetivo a transformação local pela implantação de políticas de desenvolvimento em eixos estratégicos. A meta do Programa é engajar gestores e servidores públicos na melhoria do ambiente de negócios e na promoção de políticas públicas para apoio e fortalecimento do empreendedorismo através da potencialização e institucionalização da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa.

O Programa é uma solução para municípios interessados em transformar a situação em que se encontram, permitindo o aprimoramento do Ambiente de Negócios. Conforme o Sebrae, uma Cidade Empreendedora é uma cidade comprometida com a promoção de políticas públicas para apoio e fortalecimento do empreendedorismo, contribuindo fortemente para a transformação local.

Em Rio Grande, essa parceria entre Prefeitura e Sebrae vai trabalhar outras seis bases além do eixo estratégico de Compras Públicas e Privadas, são elas: Liderança, Desburocratização,  Educação Empreendedora, Inovação, Crédito e Inspeção Municipal. O Programa terá duração de dois anos.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome