Rio Grande tem destaque em rankings que avaliam ambientes para negócios

Município é o único que figura entre os cem melhores do país em todas as categorias e está entre os dez melhores para se negócios agropecuários. (Foto: Fábio Garcia)

Desde 2014 o ranking das Melhores Cidades para Fazer Negócios elaborado pela consultoria Urban Systems a pedido da revista Exame lista os municípios brasileiros com melhor ambiente para negócios nos setores do comércio, serviços, indústria, mercado imobiliário, educação e agronegócio. A edição com os resultados de 2021 foi publicada nesta semana e apresenta Rio Grande como o principal destaque do Rio Grande do Sul. Melhor colocada no ranking das categorias comércio e agronegócio, a cidade é a única do estado a figurar nas seis listas entre os cem melhores ambientes do país para se fazer negócios.

No ranking do setor comercial a cidade subiu da 97ª posição no ano passado para a 17ª e se tornou a melhor cidade do Rio Grande do Sul para investimentos no setor, ficando à frente de capitais como Rio de Janeiro, Manaus e João Pessoa. No cenário regional o desempenho positivo fica ainda mais evidente pois a segunda cidade gaúcha mais bem posicionada é Porto Alegre, que surge apenas na 63ª posição.

Para montar a lista foram analisados 11 indicadores, entre os quais: empregos gerados no setor, renda geral dos trabalhadores na cidade, impacto do isolamento social no comércio, evolução do setor e demanda local. Indicadores relativos ao enfrentamento da pandemia de Covid-19 como número de infectados e de habitantes mortos, também foram considerados.

Já a listagem das cem melhores cidades para fazer negócios agropecuários foi montada observando oito indicadores como por exemplo os empregos do setor, a produtividade das lavouras, o valor da produção por área colhida e o crescimento da pecuária. Neste ranking nacional, Rio Grande ocupa a 9ª colocação e surge a frente de áreas consagradas do agronegócio brasileiro como Dourados (MS), Uberaba (MG) e Rio Verde (GO), sendo a única do RS entre as 20 melhores.

Rio Grande foi o único dos 497 municípios gaúchos a figurar em todos os seis rankings elaborados pela Urban Systems (veja quadros) sendo que ainda aparece como a segunda melhor cidade do RS para negócios nos setores de serviços e indústria.

APOIO AOS EMPREENDEDORES
A avaliação positiva da cidade reflete, na opinião do prefeito Fábio Branco, o trabalho feito desde 2021 para gerar um ambiente propício aos negócios, que tem sido construído com ações de modernização de processos administrativos, sistemas e legislações. “Precisamos ser receptivos ao desenvolvimento, aos empreendedores, confiar em quem quer trabalhar e não podemos ter a burocracia amarrando os investidores”, afirma.

A aprovação do novo Código de Obras, da Lei de Liberdade Econômica e da Lei das Parcerias Público Privadas são apontadas pelo prefeito como ingredientes que ajudam a tornar o município mais receptivo a novos investidores e também colaboram com a fixação dos empreendedores que já estão instalados na cidade.

O secretário municipal de Desenvolvimento, Inovação e Turismo, Gilberto Sequeira avalia que, além das novas leis e medidas de desburocratização dos serviços públicos, o fato da cidade ter mantido o comércio aberto por mais tempo no ano passado em comparação com outras cidades, também influenciou o bom desempenho no ranking.

“Praticamente não paramos em 2021, em comparação a 2020 quando se parou por quase quatro meses e isso tem uma relevância muito grande, é claro que se teve alguns percalços, mas isso faz parte do quadro geral da situação econômica do país. Outras cidades tiveram lockdown por mais tempo e sofreram mais”, afirma.

QUADROS

Comércio
São Paulo lidera o ranking das melhores cidades para investir no setor comercial, seguida de Barueri e Florianópolis. Os destaques do Rio Grande do Sul na lista são:
17ª Rio Grande (estava em 97ª em 2020)
43ª Canoas (não aparecia em 2020)
63ª Porto Alegre (não aparecia em 2020)
71ª Santa Cruz do Sul (não aparecia em 2020)
73ª Santa Maria (não aparecia em 2020)
75ª Caxias do Sul (não aparecia em 2020)

Serviços
O ranking nacional tem a liderança de Barueri (SP) seguida por São Paulo e Florianópolis. As melhores cidades do RS são:
9ª Porto Alegre (estava em 15ª em 2020)
24ª Rio Grande (estava em 61ª em 2020)
29ª Santa Maria (estava em 26ª em 2020)
49ª Bagé (estava em 18ª em 2020)
50ª Pelotas (estava em 58ª em 2020)
63ª Passo Fundo (não aparecia em 2020)
70ª Erechim (não aparecia em 2020)
72ª Caxias do Sul (não aparecia em 2020)
77ª São Leopoldo (não aparecia em 2020)
79ª Novo Hamburgo (não aparecia em 2020)
87ª Santa Cruz do Sul (estava em 78ª em 2020)

Mercado imobiliário
No ranking dos negócios imobiliários São Paulo aparece como a melhor cidade do Brasil seguida do Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Os municípios gaúchos de maior destaque no setor são:
21ª Porto Alegre (não aparecia no ranking de 2020)
51ª Caxias do Sul (estava em 99ª)
61ª Canoas (não aparecia em 2020)
63ª Rio Grande (não aparecia em 2020)
69ª Santa Cruz do Sul (estava em 96ª em 2020)

Educação
O setor da educação leva em conta total de matrículas nas redes públicas e privadas, empregos gerados pelo setor e crescimento dos estabelecimentos. A cidade de São Paulo lidera o ranking nacional seguida do Rio de Janeiro e Curitiba. No RS as cidades com melhor desempenho são:
10ª Porto Alegre (estava em 94ª)
48ª Santa Cruz do Sul (não estava no ranking em 2020)
63ª Pelotas (não estava no ranking em 2020)
94ª Bento Gonçalves (não estava no ranking em 2020)
98ª Bagé (não estava no ranking em 2020)
99ª Rio Grande (não estava no ranking em 2020)

Indústria
A liderança nacional dos melhores municípios para o setor industrial ficou com São Bernardo do Campo (SP), aparecendo logo em seguida as cidades de Cubatão (SP) e Igarassu (PE). Empregos, renda e número de empresas contam para o cálculo. As cidades gaúchas mais bem colocadas são neste ranking são:
10ª Gravataí (estava em 14ª em 2020)
28ª Rio Grande (estava em 22ª em 2020)
38ª Bento Gonçalves (estava em 46ª em 2020)
50ª Sapucaia do Sul (estava em 41ª em 2020)
51ª Erechim (estava em 57ª em 2020)
58ª Cachoeirinha (estava em 67ª em 2020)
61ª Novo Hamburgo (não estava no ranking em 2020)
67ª Caxias do Sul (não estava no ranking em 2020)
71ª Canoas (estava em 98ª em 2020)

Agropecuária
Petrolina (PE) aparece na ponta da lista dos municípios com melhores cenários fazer negócios no setor agropecuário. A produtividade das lavouras e o total de empregos gerados foram pontos avaliados para formar o ranking. No Rio Grande do Sul os destaques são para:

9ª Rio Grande (estava em 69ª em 2020)
22ª Porto Alegre (não estava no ranking em 2020)
37ª Passo Fundo (não estava no ranking em 2020)
67ª Santa Cruz do Sul (estava em 99ª em 2020)
94ª Novo Hamburgo (não estava no ranking em 2020)
97ª Erechim (estava em 75ª em 2020)

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome