Defesa Civil e Corpo de Bombeiros atuam na contenção de focos de incêndio em Rio Grande

Nos dois pontos as chamas foram causadas pelo mesmo motivo: lixo descartado em local indevido. (Foto: Divulgação)

Entre quarta (14) e quinta-feira (15), a Defesa Civil do Rio Grande atuou em parceria com o Corpo de Bombeiros na contenção de dois focos de incêndio em Rio Grande. O primeiro ocorreu ainda durante o dia, na Vila da Quinta, em região próxima à entrada da Ilha dos Marinheiros, situação já contida.

O segundo foco foi a cerca de 8km adentro da Ilha dos Marinheiros, nas proximidades do Campo Libertador. O chamado foi recebido durante a noite e a equipe da Defesa Civil se deslocou a contenção. No local, as chamas consumiram uma grande área, de aproximadamente oito hectares, segundo a Defesa Civil. O fogo na região também já está controlado.

Lixo em local incorreto pode causar incêndios

De acordo com o Ordenador da Defesa Civil, Rudimar Machado, nos dois pontos as chamas foram causadas pelo mesmo motivo: lixo descartado em local indevido. Essa situação, combinada com a forte onda de calor e a vegetação seca, representa grande risco de surgimento do fogo.

Por isso o órgão solicita que as pessoas tenham ainda mais cuidado com o lixo, e que façam o descarte sempre de forma correta e em locais indicados. A recomendação também vale para as áreas de praia e lazer.

“ O lixo descartado incorretamente também pode ser foco de incêndios. É como um fogo em um palheiro, é devastador. Com o clima muito seco e a baixa umidade relativa do ar, a tendência de espalhar o fogo é eminente. Então se estiverem na praia ou nas ilhas, procurem uma lixeira ou deixem no carro até que o lixo possa ser descartado corretamente”, afirma.

Entre os itens de maior risco, Machado destaca garrafas, latas, sacolas plásticas, baganas de cigarro e outros materiais inflamáveis ou que possam refletir a luz do sol em meio a vegetação seca.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome