Docentes da FURG e IFRS – Campus Rio Grande decidem encerrar a greve a partir de amanhã (27)

Na oportunidade, também foi aprovada a sugestão de uma possível data de retorno das aulas para a reitoria da FURG e da direção do IFRS - Campus Rio Grande, no dia 8 de julho. (Foto: Divulgação/APROFURG)

A Assembleia Permanente da APROFURG – Seção Sindical do ANDES-SN aprovou, por unanimidade, no final da tarde desta quarta-feira (26), o encerramento da greve docente dos professores da FURG e do IFRS – Campus Rio Grande, a partir desta quinta-feira (27), após a assinatura dos Termos de Acordo com o Governo Federal.

Na oportunidade, também foi aprovada a sugestão de uma possível data de retorno das aulas para a reitoria da FURG e da direção do IFRS – Campus Rio Grande, no dia 8 de julho. Destacando que a atribuição sobre o calendário universitário na FURG é prerrogativa do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão e Administração (COEPEA) da FURG e no IFRS – Campus Rio Grande é uma determinação do Conselho de Campus do IFRS (Concamp), que deverá decidir sobre o retorno das aulas e a reestruturação do calendário.

A Assembleia discutiu a minuta dos termos do acordo em amplo debate, e apresentou os avanços de inúmeros pontos da greve docente, além da atuação incansável do Comando Local de Greve (CLG) durante todo o período de greve, incluindo as Ações de Solidariedade na emergência climática.

O advogado e assessor jurídico da APROFURG, Leandro Bemvenuti trouxe alguns comentários e apontamentos jurídicos, após a leitura da análise da assessoria jurídica nacional, que detalhou todos os pontos incluídos na proposta do Governo Federal.

A presidenta da APROFURG, Marcia Umpierre, que está em Brasília, realizou um breve informe das atividades desenvolvidas nesta última semana na capital federal, e reforçou a atuação do Comando Local de Greve frente aos avanços obtidos.

Em razão do encerramento da greve, a partir desta quinta-feira, ocorre a dissolução do Comando Local de Greve da APROFURG, que ficou à frente das atividades do Sindicato por 79 dias. “Devemos lembrar do trabalho do Comando Local de Greve que esteve durante todo o período de mobilização da greve docente atuando pelos direitos da nossa categoria”, concluiu o professor aposentado, Manoel Luís (Maneca).

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome