Em 17 anos de trabalho, a Aapecan já acolheu mais de 23 mil pessoas em tratamento oncológico

AAPECAN Pelotas. (Foto: Ester Caetano/JTR)

No dia 5 de março, a Associação de Apoio a Pessoas com Câncer, a Aapecan, completa 17 anos de atuação no Rio Grande do Sul. Desde 2005, a instituição trabalha na prestação do serviço de acolhimento provisório institucional, assessoramento, e defesa e garantia de direitos. A Organização da Sociedade Civil (OSC), já atendeu mais de 23 mil pessoas e oferece de forma gratuita apoio e orientação de acesso às políticas sociais para pessoas com diagnóstico de Câncer que se encontram em situação de vulnerabilidade social. A instituição desenvolve o trabalho desde a fundação realizada por um grupo de voluntários em Caxias do Sul, ramificada, hoje, em 14 Unidades distribuídas pelo Estado, nas cidades de: Porto Alegre, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Rio Grande, Ijuí, Uruguaiana, Passo Fundo, Lajeado, Pelotas, Bento Gonçalves, Lagoa Vermelha, Camaquã, Bagé, incluindo a caxiense.

Paulo Vasques, um dos fundadores da Associação e atual diretor-executivo, destaca que o resultado do trabalho resulta da união de forças: “a solidariedade do povo gaúcho junto ao trabalho em equipe, voluntários e parceiros da Associação – sempre em busca de recursos para realizar os trabalhos e atendimentos – fez com que a Aapecan se tornasse reconhecida em todo o Estado pelo trabalho que realiza e a diferença que faz na vida dos  seus usuários e familiares, que passam pelas 14 Unidades”.

Em comemoração ao aniversário, ainda em março, a Associação deve lançar em suas redes sociais o novo filme institucional que narra a história, o trabalho desenvolvido e traz depoimentos de atendidos e envolvidos na causa, como forma de divulgar, chegar aos que precisam de apoio, e sensibilizar cada vez mais pessoas. Para assistir, basta acompanhar o site e as redes sociais da Associação.

Das 14 Unidades, 11 possuem Casa de Apoio, onde os usuários e familiares usufruem dos serviços e benefícios de segunda-feira a sexta-feira, como: hospedagem, alimentação, atendimento e orientações das equipes do Serviço Social, Psicológico e Jurídico. Entre as atividades realizadas com os acolhidos estão os grupos de apoio, rodas de conversa, visitas domiciliares, oficinas, confraternizações e passeios.

A rede de apoio oferecida pela instituição é realizada com o envolvimento de toda a comunidade, por meio de doações, trabalho voluntário, parcerias e colaborações que impulsionam a solidariedade. Dentre as formas de ajudar estão as de contribuir via telemarketing, on-line, boleto bancário, PIX ou diretamente na Unidade mais próxima. 

Sobre a Aapecan

A Associação de Apoio a Pessoas com Câncer (Aapecan) é uma Organização da Sociedade Civil (OSC) que atende, de forma gratuita, pessoas em situação de vulnerabilidade social diagnosticadas com Câncer. Desde a inauguração da primeira Unidade, em Caxias do Sul, e março de 2005, outras 13 já foram abertas no Estado do Rio Grande do Sul – onze delas com Casas de Apoio – nas quais são oferecidas, além de hospedagem com direito a acompanhante para usuários de outros Municípios, quatro refeições diárias e, na maioria delas, deslocamento aos centros médicos. Nesses 17 anos, a Aapecan já atendeu mais de 23 mil pessoas que necessitam de amparo social e emocional durante o tratamento contra o Câncer, assim como seus familiares, acompanhantes e responsáveis.

Unidade Pelotas

A Unidade Pelotas foi inaugurada em outubro de 2005. É a segunda há mais tempo em funcionamento e a primeira a contar com Casa de Apoio (com capacidade para 22 pessoas).

Os usuários são provenientes, além de Pelotas, de quase todos os outros Municípios da Zona Sul do Estado: São Lourenço do Sul, Turuçu, Arroio do Padre, Canguçu, Santana da Boa Vista, Morro Redondo, Capão do Leão, Piratini, Cerrito, Pedro Osório, Arroio Grande, Herval e Jaguarão. Dispõem de atendimento social, psicológico, grupos de apoio e assessoria jurídica. Benefícios como fraldas geriátricas, kits, dietas e suplementos alimentares, entre outros, são garantidos mediante avaliação da equipe do Serviço Social.

A Unidade oferece também oficinas de artesanato, sessões de Reiki e palestras informativas. Usuários hospedados na Casa de Apoio, além da acomodação, têm acesso a quatro refeições diárias elaboradas por nutricionista e transporte a hospitais e centros de tratamento oncológico. 

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome