Homem é preso suspeito de matar os pais e a irmã em incêndio

Casa ficava na localidade de Rincão dos Tocos, em Tunas (RS). (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

A prisão foi efetuada quando o suspeito chegava para acompanhar o enterro das vítimas

Na manhã de domingo (14), em Tunas, interior do Rio Grande do Sul, a Polícia Civil de Arroio do Tigre prendeu um homem de 23 anos, suspeito de causar um incêndio na residência da própria família, que resultou na morte do pai, da mãe e da irmã de 1 ano e quatro meses. Segundo a delegada Alexandra Xavier de Siqueira, o incêndio aconteceu na madrugada de sexta-feira (12).

Em depoimento, o jovem confessou o triplo homicídio, alegando legítima defesa, também relatou que a intenção não era matar a mãe e a irmã, apesar disso, ele não prestou socorro. Segundo o mesmo, após um desentendimento com o pai, ele realizou disparos com arma de fogo contra a vítima e em seguida jogou óleo diesel na casa.

Com isso, morreram Adão Antunes dos Santos, 66 anos, Marlene Schoeninger, 43 anos, e a bebê Jamile Schoeninger dos Santos. Na mesma noite em que ocorreu o crime, o homem chegou a dormir em uma boate em Espumoso, cidade vizinha. Segundo informações da Polícia Civil, no local algumas pessoas teriam sentido que ele estava cheirando a óleo diesel. O indivíduo ainda chegou a acompanhar a perícia feita na propriedade.

Agora, a polícia aguarda o laudo para saber em que parte da casa iniciou o fogo e se o idoso morreu devido aos supostos disparos de arma de fogo ou carbonizado. Também é investigado a verdadeira motivação para o crime. Em até 30 dias o caso deve ser concluído, já que o homem teve prisão temporária decretada.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome