Papa Francisco destina mais de meio milhão de reais para ajudar vítimas das enchentes

Valor será utilizado para auxílio humanitário aos desabrigados e desalojados pelas chuvas no Rio Grande do Sul. (Foto: Marinha do Brasil)

O Papa Francisco destinou a soma de 100 mil euros (em torno de R$ 550 mil) para auxílio humanitário às vítimas das chuvas no Rio Grande do Sul. A informação foi divulgada na quinta-feira (9) pelo jornal oficial do Vaticano e confirmada pelo arcebispo de Porto Alegre e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, Dom Jaime Spengler.

“Fomos informados através da Nunciatura Apostólica que o Santo Padre destinou um valor substancial, através da Esmolaria Apostólica, para auxílio dos desabrigados. Este valor, em torno de 100 mil euros, será repassado para a Regional Sul 3 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, que abrange todo o Rio Grande do Sul, para ajudar no que for possível”, afirmou Spengler.

No último domingo, 5 de maio, o Papa já havia expressado sua solidariedade com as pessoas atingidas pelas fortes chuvas no Rio Grande do Sul, que já causaram 107 mortes e afetam 428 municípios do estado. “Quero assegurar a minha oração pelas populações do estado do Rio Grande do Sul, no Brasil, atingidas por grandes inundações: que o Senhor acolha os mortos e conforte os familiares e quem teve que abandonar suas casas”, afirmou o pontífice.

BALANÇO – Segundo atualização divulgada pela Defesa Civil do Rio Grande do Sul às 12h10 desta quinta-feira (9/5), o total de municípios impactados pelas chuvas no estado chegou a 428. São 67.563 pessoas em abrigos, 165.112 mil desalojados, 1,4 milhão de pessoas afetadas pelos efeitos das chuvas. O número de óbitos confirmados chegou a 107 e há 136 desaparecidos e 374 feridos.

FORÇA-TAREFA – O Governo Federal atua com uma Força-Tarefa que envolve 17 ministérios e mais de 15 mil profissionais diretamente, entre integrantes das Forças Armadas, das Forças de Segurança (Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Força Nacional), servidores da área de saúde, da defesa civil, além de integrantes das áreas de assistência social, transportes, comunicações, energia elétrica e fornecimento de água. O trabalho é realizado em parceria com o Governo do Rio Grande do Sul e as prefeituras municipais.

Mais de 60 mil pessoas e mais de cinco mil animais domésticos foram resgatados desde o início dos trabalhos. Uma mobilização de todo o país já fez chegar ao estado mais de 800 toneladas de donativos enviados pela sociedade civil via Correios, entre gêneros de primeira necessidade, colchões, água potável, purificadores de água, roupas e ração para animais domésticos.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome