Metsul alerta para risco de temporais no estado durante o feriadão

Foto: Divulgação

A MetSul Meteorologia alerta para temporais com de chuva muito altos no Rio Grande do Sul durante o feriadão de Independência. Serão dois períodos de instabilidade em que os acumulados em algumas regiões do Estado podem se aproximar ou superar a média de precipitação que ocorre no mês de setembro.

O primeiro período será do final da tarde de sábado para o início de domingo e deve iniciar no Norte e Noroeste se estendendo para as demais regiões do estado. Após esse momento, na segunda-feira será de sol e nebulosidade, com ar muito quente entrando pelo Norte gaúcho, o que deve gerar nuvens carregadas no Oeste, que irão avançar para a faixa central e parte do Sul gaúcho da tarde para a noite com pancadas de chuva, raios e risco de granizo isolado, iniciando o segundo período de instabilidade.

Leia a informação publicada pela Metsul:

“A terça-feira, 7 de setembro e feriado da Independência, pode ser um dia muito complicado e perigoso do ponto de vista de tempo severo em parte do Rio Grande do Sul. Ar muitíssimo quente vai cobrir o Noroeste e o Norte do Estado com grande parte da Metade Norte, exceção de pontos mais a Leste como parte da Serra e do Litoral, com sol e muito calor. Máximas perto ou acima de 35ºC podem ocorrer no Noroeste gaúcho.

A frente quente ganha muita intensidade sobre o Oeste, o Centro, o Sul e a maior parte do Leste gaúcho entre a madrugada e de manhã na terça com chuva forte a intensa, enorme quantidade de raios e risco crítico de temporais de vento (vendavais isolados) e granizo, sobretudo de granizo. O granizo pode ter tamanho médio a grande em alguns pontos. Porto Alegre e região devem estar na área limítrofe entre a zona de maior e menor risco de tempo severo.

Os acumulados de chuva em pontos do Centro, do Oeste e do Sul do Rio Grande do Sul na terça, especialmente entre a madrugada e de manhã, podem ser altíssimos com marcas perto ou acima de 100 mm em diversas cidades destas regiões e potencial para 100 mm a 200 mm em menos de 48 horas em diversos pontos. Preocupa o indicativo de alguns modelos de que a chuva em pontos destas regiões pode ser de 50 mm a 100 mm em intervalos curtos de uma a três horas, o que traz o perigo de alagamentos, inundações repentinas e transbordamento de córregos.

Na quarta (8), a frente quente se converte em frente fria à medida que deixa de se movimentar pela massa de ar quente ao Norte e passa a ser impulsionada por ar frio de Sul. O sistema traz chuva forte e temporais no Oeste e no Sul gaúcho desde cedo e no decorrer da quarta avança para as demais regiões gaúchas com precipitações localmente fortes a torrenciais e alto risco de tempestades. Como ar muito quente precederá a frente e com baixa pressão atmosférica, preocupa a possibilidade de tempo severo com vendavais isolados (mesmo risco de microexplosões e risco marginal de tornados) assim como de granizo.”

Devido ao risco potencial de danos, é recomendado ficar alerta quando aos prognósticos e avisos meteorológicos durante os próximos dias. Em caso de emergência ligue: 199 ou 193 e peça ajuda à Defesa Civil.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome