Instituto Estadual do Livro divulga os finalistas da 4ª edição do Prêmio Minuano de Literatura

Foto: Divulgação

A Secretaria de Estado da Cultura (Sedac), por meio do Instituto Estadual do Livro (IEL), em parceria com o Instituto de Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), informa a lista de livros finalistas do Prêmio Minuano de Literatura 2021. Os vencedores serão anunciados no dia 4 de novembro. Mais informações sobre o prêmio podem ser acessadas aqui.

A quarta edição do Prêmio Minuano de Literatura foi  distribuída em nove categorias com objetivo de ressaltar e reconhecer a produção literária gaúcha, contribuindo para sua divulgação e para o incentivo à leitura e à escrita. Na edição de 2021, o Prêmio tem como patrono o escritor Dilan Camargo. As inscrições ocorreram de 11 de maio a 12 de julho de 2021, e puderam participar do prêmio autores nascidos ou residentes no Rio Grande do Sul, assim como editoras sediadas no estado.

As obras inscritas deveriam ter sido publicadas no decorrer do ano de 2020 e puderam concorrer nas seguintes categorias: Infantil, Juvenil, Poesia, Conto, Crônica, Ficção: Romance/Novela, Ilustração, Texto Dramático e Especial (memórias, biografias, efemérides, turismo, guias, manuais, entre outros).

A Comissão Organizadora foi composta por membros do IEL e do Instituto de Letras da UFRGS. As Comissões de Seleção contaram com três membros cada, escolhidos dentre profissionais que atuam na área da literatura e/ou membros da comunidade cultural literária, os quais escolheram as três obras finalistas em cada categoria. Já as Comissões Finais contaram com três membros cada, dentre professores, alunos de pós-graduação e bibliotecários, os quais indicaram o livro vencedor nas respectivas categorias. Os vencedores serão conhecidos em cerimônia de premiação ou anúncio virtual de premiação no canal de YouTube do IEL e receberão o Prêmio Minuano de Literatura.

Patrono

Dilan Camargo nasceu em Itaqui, fronteira oeste do RS, em 1948. Autor de dezenas de obras em diversos gêneros, incluindo teatro, conto e composição musical, dedica-se especialmente à poesia voltada para o público infantojuvenil, área em que é um dos mais destacados escritores gaúchos. Foi o patrono da 61ª Feira do Livro de Porto Alegre (2015).

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome