Eduardo Leite (PSDB) se reúne com o presidente da Argentina para discutir sobre gasoduto de Vaca Muerta e integração regional

Leite ressaltou a importância de estender a obra até Uruguaiana para abastecer os mercados gaúcho e brasileiro de gás natural. (Foto: Maurício Tonetto/Secom)

O governador Eduardo Leite se reuniu, nesta sexta-feira (28), com o presidente da Argentina, Alberto Fernández, para discutir sobre o gasoduto de Vaca Muerta e outros assuntos de interesse do Rio Grande do Sul e do país vizinho. A audiência foi realizada no gabinete presidencial na Casa Rosada, em Buenos Aires.

Leite ressaltou a importância de o traçado da obra chegar até Uruguaiana, de maneira a estimular os mercados brasileiro e gaúcho de gás natural. Fernández afirmou que o governo local deve licitar em breve a extensão do trecho entre Saliquello e San Jerónimo, o que permitirá levar o gasoduto até Uruguaiana.

“A questão do gasoduto é a que nós temos maior foco na nossa discussão aqui. Recebemos a informação, por parte do governo argentino, da intenção de licitar, já em setembro, a execução do trecho do gasoduto entre Salliquello e San Jerónimo, o que será suficiente para trazer o gás até Uruguaiana”, disse Leite. “Estamos buscando combinar interlocução e articulação com os nossos empresários brasileiros para os contratos futuros desse gás. É o momento de começar a fazer mobilizações para dentro do Estado do Rio Grande do Sul e para dentro do Brasil. Vamos trabalhar na lógica de construir as condições para viabilizar o gasoduto entre Uruguaiana e Porto Alegre”, explicou o governador.

Leite conversou com o presidente argentino sobre obras de infraestrutura na fronteira com o Rio Grande do Sul e o convidou para participar da próxima edição da Expointer. Na ocasião, também presenteou Fernández com camisetas dos dois maiores clubes gaúchos de futebol – Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense e Sport Club Internacional.

Ainda nesta sexta-feira, Leite se reuniu com a secretária de Energia, Flavia Royon, com quem também abordou a questão do gasoduto. Na sequência dos compromissos da missão, o governador se reunirá com empresários do setor industrial e com a direção do Instituto Interamericano de Cooperação para Agricultura (Iica).

A audiência com o presidente argentino também foi acompanhada pelo secretário da Casa Civil, Artur Lemos, pelo procurador-geral do Estado, Eduardo Cunha da Costa, pelo presidente da Assembleia Legislativa, Vilmar Zanchin, pelo líder do governo na Assembleia Legislativa, Frederico Antunes, e pelo presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs), Gilberto Petry.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome