32ª Fecars acontece em Pelotas

A Festa Campeira de 2020 é realizada pela primeira vez na Princesa do Sul.

A 32ª Festa Campeira do Rio Grande do Sul (Fecars) chega pela primeira vez na cidade de Pelotas, na 26ª Região Tradicionalista (26ª RT) e tem como sede as dependências da Associação Rural do município. Entre os dias 19 e 22 de março, o evento abrange diversas categorias nas quatro modalidades: prova de rédeas, tiro de laço, prova de chasque, gineteada e vaca parada. As 30 RTs do Rio Grande do Sul estarão representadas, o que demonstra a importância e significado do evento para o tradicionalismo e para o campeirismo gaúcho.

A Fecars tem como objetivo preservar os costumes, as tradições e o folclore do povo gaúcho, bem como divulgar os hábitos próprios do campeiro rio-grandense e promover o intercâmbio por meio das lidas campeiras, integrando os participantes das diversas RTs do Rio Grande do Sul, de forma que não se apague o rastro dos hábitos e costumes típicos gaúchos rio-grandenses. O evento também tem como objetivo valorizar e demonstrar as habilidades campeiras, protegendo o homem rural, em nível local, regional e nacional dentro de uma certa unidade e respeitando as características de cada região.

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei que considera os rodeios uma atividade de cultura popular e, portanto, autoriza definitivamente sua realização em todo o país.

Segundo os deputados que votaram a favor, o rodeio é o único “evento social” de muitas cidades do interior do Brasil, além de ser considerado uma tradição em muitas regiões, sendo “injusto” com a população bani-lo. E mais: de acordo com o governo, a atividade assegura o desenvolvimento local, ao gerar 200 mil empregos por ano.

Para não ficar tão mal na fita, antes de aprovar o PL, eles acrescentaram algumas normas que, teoricamente, garantirão o bem-estar dos animais. Entre elas, a presença obrigatória de profissionais veterinários nesses eventos e a garantia de transporte adequado para os bichos.

Para aqueles que defendem os direitos dos animais, claro, é muito pouco.

É claro que existem opiniões contrárias ou favoráveis aos rodeios campeiros. E tu, o que achas? Comenta e deixa a tua opinião.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome