Direção anuncia que Ponche Verde não participará do Desfile da Pátria de Piratini

Maior educandário de Piratini fazia o fechamento do desfile (Foto: Arquivo/Dione Rodrigues)

Neste sábado (7) quem for às avenidas Gomes Jardim e Maurício Cardoso para assistir ao Desfile da Pátria, quando é celebrada a Independência do Brasil, não verá a principal atração que tradicionalmente fecha a parada cívica.

Sob vários argumentos, a direção do Instituto de Educação Ponche Verde, que tem 922 alunos e que anualmente se apresenta com cerca de 400 integrantes, comunicou que o educandário não participará neste ano da atividade.

“Um conjunto de fatores levou os professores a se reunir e decidir ficar de fora este ano, que tem sido bem pesado para a categoria, pois o calendário de pagamento de nossos salários avança cada vez mais para o mês seguinte, o que entendemos ser um desrespeito total conosco, nos deixando também desmotivadas para participar de qualquer tipo de comemoração”, explica a diretora Marileia Leitzke.

Ela disse também que a 5ª Coordenadoria Regional de Educação (5ª CRE) determinou que atividades extraclasses não fossem consideradas para somar ao ano letivo, portanto, caso desfilassem, o feriado não contaria como aulas dadas, além de que gastos necessários com a banda do Ponche Verde não são possíveis no momento.

“O que temos de recursos estamos investindo na estrutura física da escola, assim não temos como renovar os instrumentos que já estão bastante desgastados, bem como desembolsar cerca de R$ 1,6 mil para que alguém ensaie e comande os componentes dessa parte. Por tudo não participaremos”, conclui a gestora.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome