Pinheiro Machado: Conselho Municipal de Saúde realizou a 1ª Conferência Municipal da Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde

A Conferência foi aberta tanto para profissionais da saúde quanto para a comunidade. (Foto: Divulgação)

O Conselho Municipal de Saúde promoveu, no dia 20 de junho, a 1ª Conferência Municipal da Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde. O evento aconteceu nas dependências do Clube Luz e Ordem, das 9h às 16h. Na oportunidade, a palestrante Maribel Moreira abordou o tema: “Democracia, Trabalho e Educação na saúde para o desenvolvimento: Gente que faz o SUS acontecer”.

Segundo o presidente do Conselho e representante da Pastoral da Saúde padre Elautério
Júnior, a conferência é direcionada aos profissionais da saúde e aberta a toda comunidade.

Durante a Conferência foram debatidos três eixos temáticos: O primeiro foi “Democracia, controle social e o desafio da equidade na gestão participativa do trabalho e da educação em saúde”. O segundo eixo abordou o tema “Trabalho digno, decente, seguro, humanizado, equânime e democrático no SUS: uma agenda estratégica para o futuro do Brasil”. E por fim, foi discutido “Educação para o desenvolvimento do trabalho na produção da saúde e do cuidado das pessoas que fazem o SUS acontecer: a saúde da democracia para a democracia da saúde”.

De acordo com o presidente, a conferência teve por objetivo aprofundar o debate e avaliar as políticas do trabalho e da educação na saúde para reformular diretrizes e propostas consolidadas que são utilizadas nas políticas públicas da saúde nas três esferas de governo, sempre buscando fortalecer as ações articuladas intersetorialmente tanto da gestão, trabalho e saúde.

Para Maribel, a conferência é de extrema importância na valorização dos trabalhadores do Sistema Único de Saúde (SUS). Ela explica que o SUS é uma política pública realizada com a participação popular e social das pessoas. “No debate referente à saúde reforcei o conceito do SUS salientando que o SUS existe porque há quem faça e quem use o SUS. E o trabalhador deve reconhecer a grandeza do seu trabalho, nunca menosprezar e, sempre reivindicar aquilo que é necessário para melhorar as condições de trabalho. O trabalhador precisa de segurança no trabalho, materiais adequados para realizar um trabalho de qualidade com dignidade”.

A palestrante ressaltou a motivação como um dos princípios básicos para o trabalhador desenvolver um trabalho de qualidade. “Vestir a camiseta do SUS é fundamental no desempenho da sua função. Ter paixão por aquilo que faz e, ter consciência da sua missão é necessário para realizar um trabalho justo e igualitário, o trabalhador precisa reconhecer o seu valor perante a sociedade”.

Durante quatro anos Maribel participou do Conselho Estadual de Saúde (CES) representando o trabalhador rural pela Fetag. (Foto: DIvulgação)

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome