CAPS Cacimbinhas realiza Campanha Setembro Amarelo em Pinheiro Machado

Segundo o enfermeiro e coordenador do CAPS, Matheus Castro , foram 22 suicídios nos últimos 10 anos, número considerado alto para o município.

Durante o mês de Setembro, a equipe multidisciplinar do CAPS Cacimbinhas (Centro de Atenção Psicossocial) trabalhou nas oficinas terapêuticas, junto aos usuários do sistema, sobre o tema Setembro Amarelo com o objetivo de conscientizar a população sobre a realidade do suicídio e mostrar que a prevenção e o cuidado salvam vidas. Durante as oficinas, vários assuntos relacionados ao setembro amarelo foram discutidos, entre eles, a valorização da vida e a importância de ouvir as pessoas. Também foram confeccionados cartazes com mensagens de cuidado e proteção a vida.

Segundo o CAPS Cacimbinhas, o suicídio é considerado um problema de saúde pública e mata um brasileiro a cada 45 minutos e uma pessoa a cada 40 segundos em todo o mundo.

O enfermeiro e coordenador do CAPS, Matheus Castro, destacou a importância de falar sobre o suicídio e apresentou índices no município. “Nos últimos dez anos, foram registrados 22 suicídios, índice considerado alto para um município com menos de 13 mil habitantes”, esclareceu.

Segundo Castro, o CAPS atende pacientes dando todo o suporte terapêutico e, também os familiares que perderam o ente querido dando o apoio necessário para o luto.

O CAPS também promoveu o evento online “Fique on no Papo Amarelo” transmitido pela página do Facebook do CAPS visando alcançar o público internauta. O primeiro evento sobre essa temática teve a participação das psicólogas, Marilda Freitas, Marcia Teixeira e Florinda Fátima da Cunha.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome