Pinheiro Machado: Escola São João Batista recebe formação sobre a Lei Lucas

Profissionais do Samu promoveram oficinas aos educadores. (Foto: Divulgação)

A Lei Lucas, aprovada em 2018, determina a obrigatoriedade de capacitação de professores e funcionários de escolas em noções básicas de primeiros socorros. Ela leva o nome do pequeno Lucas Begalli Zamora, que faleceu em 2017, após engasgar com um pedaço de salsicha em uma excursão escolar. A tragédia poderia ter sido evitada se alguém presente soubesse como realizar uma manobra de desobstrução das vias respiratórias. Neste sentido, na segunda-feira (7), os profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Pinheiro Machado estiveram na Escola Municipal São João Batista promovendo formação sobre a Lei. 

Durante a atividade, os profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) compartilharam conhecimento e técnicas com os funcionários da escola em ação que buscou possibilitar a identificação das situações de emergência, acionar o socorro adequado e realizar manobras de primeiros socorros, como a desobstrução das vias aéreas.

A formação abordou desde os primeiros sinais de obstrução das vias respiratórias e a importância de manter a calma e agir rapidamente diante de situações de urgência. Os profissionais do SAMU também demonstraram a forma de realizar a conhecida Manobra de Heimlich, que consiste em aplicar uma série de pressões no abdômen para deslocar o objeto obstruidor.

Os profissionais do SAMU também salientaram a importância de cada membro da equipe escolar estar preparado e confiante para agir em momentos de crise, tendo em vista que a aplicação correta dos primeiros socorros faz toda a diferença no salvamento.

Com informações da Assessoria de Imprensa

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome