Pelotas: Decreto determina o fim do zoneamento para internação Covid

O Decreto Municipal n°6.344/2020, publicado nesta sexta-feira (27), determinou o fim do zoneamento hospitalar para atendimentos de casos de síndromes gripais, em especial pessoas suspeitas ou confirmadas para coronavírus, em Pelotas. O zoneamento Covid, do qual são referência para atendimento desses pacientes, o HE-UFPel, a Beneficência Portuguesa, o Centro Covid, a UPA Areal e as UBSs, foi uma iniciativa da Prefeitura, mantida de forma inédita por oito meses como ação de enfrentamento à pandemia.

Conforme a nova determinação municipal, a partir de agora todos os hospitais da cidade estão aptos a receber e tratar pacientes suspeitos ou positivos de infecção pelo novo coronavírus. A secretaria de Saúde, Roberta Paganini, explica que o fim do zoneamento Covid se dá após um trabalho coletivo feito pela Prefeitura e hospitais na tentativa de compor equipes de profissionais da saúde. A falta de médicos disponíveis para contratação impossibilitou a composição das escalas e impediu a abertura de novos leitos dedicados aos casos de síndromes gripais.

“Os hospitais fizeram o possível , mas não depende exclusivamente das instituições e sim da existência de profissionais médicos no mercado que se disponham a realizar este tipo de atendimento”, frisa a secretária. A gestora da saúde municipal diz que fim do zoneamento foi determinado a partir da avaliação de que os leitos disponíveis hoje podem ser insuficientes para atender a demanda crescente de pacientes Covid no município.

“Na tentativa de garantir acesso aos casos mais graves, estamos possibilitando que sejam internados nos leitos disponíveis em todas as instituições hospitalares da cidade”, esclarece. Os hospitais terão que cumprir protocolos como o distanciamento dos leitos e todas as medidas de prevenção determinados pelo Ministério da Saúde.

Roberta ainda lembra que a preferência de encaminhamento será para o He-UFPel e Beneficência Portuguesa, com a ocupação máxima dos leitos nestas instituições ocorrerá o encaminhamento para os demais hospitais da cidade.

Centro Covid
O fim do zoneamento não atinge o serviço prestado pelo Centro Covid, que se mantém como unidade exclusiva para pessoas com sintomas gripais graves. No momento, o Centro Covid tem em pleno funcionamento 17 leitos de enfermaria adultos, 10 infantis e 5 leitos de suporte ventilatório pediátricos-leitos semelhantes a UTIs.

Como fica o atendimento
De acordo com a secretária de saúde, as unidades de de Atenção Primária -UBSs seguem atendendo casos de síndromes gripais no turno da manhã. A UPA Areal continua como referência para pacientes com sintomas mais graves de síndromes gripais. O Pronto Socorro permanece como referência para outras demandas de urgência e emergência. A população ainda pode acessar, em casos leves de sintomas gripais ou de dúvidas, o serviço da Central de Teleconsulta- de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, pelo 0800 6485 319.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome