Pelotas: Identificação de ruas e logradores públicos poderá contar com QR Code

Reunião entre vereador e secretária de Educação de Pelotas (Foto: Divulgação)

O projeto de lei ordinária protocolada pelo vereador Paulo Coitinho (Cidadania), determina a inclusão de QR Code na denominação de ruas e logradores de Pelotas. Se aprovado, as placas públicas de identificação passarão a ter como item obrigatório o Código de Barras (QR Code).

“Com isso serão armazenadas informações do homenageado, pessoa física ou jurídica, compondo uma narrativa da sua história e trajetória”, explica o proponente.

O poder executivo, através da Secretaria Municipal de Educação, ficaria responsável por criar dois programas de pesquisa. Um através da Lei 10.639, que visa a temática dos homenageados negros da cidade e outro de homenageados da comunidade. As Universidades Federal (UFPel), Católica (UCPel) e Anhanguera seriam convidadas a participar do projeto encarregadas de produzir os textos e narrativas para compor o QR Code. Além dos requisitos previsto na Lei Orgânica do Município, que definem os itens obrigatórios para a apresentação do Projeto de Denominação, o proponente da homenagem deverá apresentar um histórico com a trajetória curricular do homenageado sempre que possível contendo fotos e imagens.

“Pretendemos criar para a população um acesso fácil a informações que muitas vezes são questionáveis. Sem contar a excelente ferramenta de incentivo no turismo municipal”, disse Coitinho.

No projeto apresentado, o poder executivo teria um prazo de cinco anos a contar da data da publicação da presente lei para implantação do QR Code nas placas instaladas no município.

O projeto segue para plenário e encaminhado às comissões CCJ e COF para análise e parecer, e posteriormente votação.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome