Polícia Federal faz buscas em Pelotas sobre supostos desvios de verba para Hospital de Campanha no Ceará

Foto: Divulgação/PF

Nesta terça-feira (3), a Polícia Federal, em conjunto com a Controladoria Geral da União, deflagrou a Operação Cartão Vermelho. São 27 mandados de busca e apreensão cumpridos nos municípios de Fortaleza (CE), São Paulo (SP) e Pelotas.

O objetivo é apurar crimes de corrupção, desvio de recursos públicos federais e fraude em procedimento de dispensa de licitação no combate ao coronavírus em Fortaleza, como o Hospital de Campanha montado no Estádio Presidente Vargas. A Operação é consequência do inquérito instaurado em junho de 2020 e a investigação aponta prejuízos aos cofres públicos superiores a R$ 7 milhões.

A Polícia Federal apontou indícios de atuação criminosa de servidores públicos da Secretaria Municipal de Saúde de Fortaleza, gestores e integrantes da comissão de acompanhamento e avaliação do contrato de gestão, dirigentes de organização social paulista contratada para gestão do hospital de campanha e empresários.

Conforme informações, a investigação apura indícios de fraude na escolha da empresa contratada em dispensa de licitação, compra de equipamentos de empresa de fachada, má gestão e fiscalização da aplicação dos recursos públicos no Hospital de Campanha e sobrepreço nos equipamentos adquiridos.

 

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome